Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 11 de maio de 2008

Os "pecados" na pregação exagerada sobre usos e costumes

A pregação exagerada nos “usos e costumes” criou uma geração, ou gerações, de crentes legalistas e presos as tradições. Esse discurso, muito comum em igrejas pentecostais, é conhecido por destacar aspectos exteriores da santificação e atribuir a salvação aos méritos pessoais. O legalismo pode ser definido como o apego excessivo as leis, cuja motivação é agradar a Divindade por meio da justiça própria. O Movimento Pentecostal no Brasil ficou conhecidos por diversos costumes, que não são maus em si mesmo, mas sim pelo apego e dedicação das igrejas nesse assunto.
O propósito do artigo não é defender o antinomismo e nem pregar uma graça barata, que abraça o pecador com seu pecado. O propósito do artigo é mostrar que os pentecostais, ou a maior parte dos pentecostais brasileiros, pecam em uma pregação legalista, preso em detalhes de roupas ou cortes de cabelo. O legalismo no meio pentecostal, inclusive nesse dias, é um fato incontestável. O zelo pela santidade não deve ser confundida com um estilo de vida xiita ou medieval.
Alguns dos “pecados” na pregação legalistas são:

1- A pregação exagerada em usos e costumes produz crentes doentes.
Muitas pessoas só pensam em como não quebrar as regras e tradições apresentadas em sua igreja. Lembrando que essas regras não são bíblicas e inventadas por homens. Hoje existe muitos doentes, principalmente neófitos que são mal discipulados e acham que Cristo os abandonou por quebras as regras impostas(ex. O assistir televisão ou usar calça para as mulheres). Normalmente as pessoas que pregam muito “usos e costumes” apresentam uma imagem muito negativa de Deus, como um grande déspota e tirano pronto a condenar.

2- A pregação legalista se baseia em uma exegese falaciosa e tendenciosa.
Os defensores de determinados “costumes”, no qual chamam erradamente de doutrina, são exegetas da pior espécie. Muitos que tentam impor determinadas regras usam texto fora do contexto e versículo que nada diz sobre sua apologia. O exemplo clássico dos pseudo-exegetas é pregar como pecado o corte de cabelo para as mulheres baseados em I Co 11, pois como lembra o pastor assembleiano Anthony D. Palma: “Ao longo desta extensa discussão (de I Co 11), Paulo nunca diz que a mulher que ora ou profetiza com a cabeça descoberta está pecando”[1].

3- Um líder que pregar exageradamente sobre costumes é falta de assuntos relevantes para a sua pregação.
Pergunte a esses pregadores ,usuários de um discurso legalista, se eles pregam sobre Trindade, divindade de Cristo, depravação humana, mortificação da carne, fruto do Espírito etc. O discurso repetido nessa tecla mostra que muitos não tem pão para alimentar a igrejas, pois eles mesmos não se alimentam da Palavra.

4- O legalismo nos costumes é sectário.
A síndrome da pureza do grupo é muito comum no discursos legalistas. As pessoas que não se encaixam no perfil “santo” são logos taxados indevidamente de “mundanos”, “liberais” etc. Por muito tempo, membros de igrejas pentecostais não consideravam membros de denominações históricas como “crentes”.

5- Define erradamente mundanismo.
Mundanismo é um sistema. A Bíblia condena o amor ao mundanismo como sistema e não como habitação dos homens. O mundanismo manifesta-se no individualismo, na hipocrisia, no amor fingido, no orgulho “espiritual” e em outros exemplos que é possível encontra com abundância no meio de comunidades evangélicas ultra-conservadoras nos “usos e costumes”.
Em um próximo artigo será analisado mais sobre o assunto de usos e costumes. Essa lista de “pecados” dos legalistas não é exaustiva e há muitas questões relacionadas no assunto. Contribua com o seu comentário nessa discussão e aponte outros erros relacionados ao assunto ou descreva sua opinião.

Referência Bibliográfica

1- STRONSTAD, Roger & ARRINGTON, French L (ed). Comentário Bíblico Pentecostal. 4 ed. São Paulo: CPAD, 2006. p 1003.

Leia mais:
http://teologiapentecostal.blogspot.com/2007/08/doutrina-usos-e-costumes.html

26 comentários:

Anchieta Campos disse...

Importante abordagem. Me fez lembrar do fato mencionado em meu blog.

A Bíblia prega a moderação, condena o exagero e defende a manutenção daquilo que é saudável, e, claro, que não seja heresia ou pura invenção humana sem respaldo bíblico.

Podemos fazer a diferença e nos destacarmos dos ímpios sem caírmos no exagero infundado, o que em sua maioria só traz prejuízos para a causa do Reino dos Céus aqui na terra.

Abraços fraternos.

Anchieta Campos

Victor Leonardo Barbosa disse...

muito boa bordagem Gutierres...
o problema hoje é que além dos xiitas legalista(alguns incluem grande parte do reteté) por outro lado temos a reação do xitas, aqueles que defendem a graça barta, e que colocam os pentecostais ortodoxos juntamente com o bolo xiita. Essesão fariseus da pior espécie no meio assembleiano.
Abraços e paz do Senhor!!!

Lucimauro*Assembléia de Deus disse...

A paz do Senhor,meu amado.
Que cajadada heim gutierres?rs,rs,rs.
Ah tá doendo heim,(estou brincando).
Embora sou um defensor dos nossos bons usos e costumes e na minha opinião os mesmos devem continuar fazer parte no bom sentido é claro sem extremismos,da nossa querida AD,sou obrigado a concordar com vc,infelizmente tá demais.
É preciso urgentemente os adeptos desse tradicionalismo legalista,rever os seus conceitos,parar de ficar pregando costumes denominacionais dizendo que é doutrina bíblica e pregar sim as principais doutrinas da fé cristã que dão salvação ao homem perdido é isso que importa,os tempos estão se findando é preciso pregar as boas novas de salvação,o resto é consequência da pregação expositiva explanada.
Daquele que ama e sonha com uma AD equilibrada nesse quesito e seus orgãos históricos.

Soldado Universal disse...

Foi lançado recentemente a rede social Reino do Céu. É um serviço semelhante ao Orkut, porém destinado aos cristãos.

A rede social tem a finalidade de divulgar a Palavra de Deus através de Artigos publicados pelos próprios usuários, além de disponibilizar um perfil, onde os usuários podem inserir fotos e vídeos.

Outro serviço bastante interessante é a criação de comunidades, a qual permite criar tópicos para debates, inserir fotos e também inserir vídeos.

É um serviço totalmente gratuito que permite aos cristãos do Brasil publicar seus próprios textos e fazer novas amizades.

O endereço do Reino do Céu é www.reinodoceu.com e ao efetuar o cadastro, cada usuário ganha um endereço próprio para seu perfil.

Vale a pena conhecer.

Daladier Lima disse...

Parabéns pelo seu post. O grande problema do foco em usos e costumes é a preocupação com o recipiente, desprezando o conteúdo. Ambos, a meu ver, devem ser priorizados.

Não podemos abrir de nossa identidade assembleiana, mas não podemos imaginar, por ingênuo ser, que a aparência trará unidade, unanimidade e uniformidade.

O que dizer, por exemplo, de nosso erro histórico em relação ao abandono dos exercícios físicos rotineiros? Resultado: crentes hipertensos, obesos e problemáticos. E o lazer? Ir á praia era um exercício de investigação.

Infelizmente, os membros foram se liberando á revelia, e virou uma bagunça completa.

Agora nosso trabalho é juntar os cacos, porque os vasos estão quebrados.

Juber Donizete Gonçalves disse...

Irmão Gutierres,

Seu texto, vem em um momento preocupante sobre a identidade da igreja. Falar em usos e costumes, dentro das nossas igrejas não é fácil. Digo isso, porque trabalho no ministério do ensino, já alguns anos. Nas igrejas que pastorei, sempre procurei mostrar, a diferença entre usos e costumes e doutrina. Na verdade, muitos fazem a maior confusão entre eles. O ensino correto da doutrina bíblica, gera bons costumes. Alguns por não terem a Palavra, só falam em usos e costumes, outros praticamente incentivam a libertinagem. Temos que primar pelo ensino da Palavra, incentivando o equilíbrio e a moderação, para evitar extremismos de um lado ou de outro.

Graça e Paz,

Pr. Juber Donizete Gonçalves
www.juberdonizete.blogspot.com/

Gutierres Siqueira, 19 anos disse...

Anchieta Campos, a paz do Senhor.
Realmente, a falta de equilíbrio é uma das grandes questões relacionadas quando o assunto são os “usos e costumes”. Uns apelam para o ascetismo ou um legalismo, que é condenável, mas há aqueles que esquecem de viver moderadamente, se entregando ao hedonismo ou antinomismo. Que Deus nos livre de cairmos nos extremos. Mas precisamos lembrar que o principal problema no nosso meio é a tendência para o legalismo.
Um abraço,

Victor Leonardo Barbosa, a paz do Senhor.
É verdade Victor, muito em um discurso anti-legalismo tem caído nos engodos do relativismo moral do evangelicalismo, no qual podemos definir como a pregação da “graça barata”. A salvação é além da graça, compreende relacionamento com Deus e com o próximo; e nesse relacionamento com Deus precisamos ter uma comunhão bíblica. O pecado quebra a comunhão, pois pecado é traição. O legalismo não é combatido com antinomismo, mas sim com a Palavra de Deus.

Lucimauro, a paz do Senhor.
Realmente foi um texto nervoso, rsrsrs.
Como denominação, temos as tradições, símbolos, liturgia, confissão de fé, catecismo etc. Todos esses elementos são de uma instituição humana eclesial, mas a Igreja do Senhor está além das intuições, a Igreja é o Corpo de Cristo. No Corpo de Cristo nada deve estar acima de sua Palavra, nem mesmos as mais bonitas tradições. A tradição é boa, mas o tradicionalismo é pecaminoso.

Daladier Lima, a Paz do Senhor.
Você lembrou um ponto muito importante: a essência é esquecida na pregação legalista. Olham-se muitos detalhes e se esquecem do todo, se coa o mosquito e se engole o camelo, como disse o Senhor Jesus Cristo.

Juber Donizete Gonçalves, a Paz do Senhor
Eis aí o grande segredo de uma igreja equilibrada, com santos costumes: as legitimas pregações das doutrinas bíblicas. Quando se prega os princípios bíblicos se mudam os preceitos...

Vitor Hugo da Silva disse...

A pior das atitudes nesta área com certeza é a condenação. Onde todos que não regem o estatuto vão para o inferno. Mulher de calça está no inferno, homen de bermuda está no inferno, e assim vai!

Eu vejo assim: Quer usar somente saia? Use, mas não tente mudar os outros. Quer usar calça? Use, mas não tem mudar as outras que usam saia. Quer usar somente calça? Use, mas não critique ninguém pelo fato deste usar bermuda. Se roupas fosse importante para a salvação, com certeza Deus teria nos deixado um grife (rsrs).

Devemos viver em comunhão com nossas diferenças.

Vitor Hugo

sandre disse...

Uma ´grande abordagem esta,
Acho que se inclui nesta questão a relevância do intelecto e cultura da maioria dos pastores que pregam exageradamente nesta questão.
O ministério que pertenço, prega muito sobre usos e costumes, e cheguei a lembra um pastor sobre a relevância da questão cultural, sobre o usos e costumes.
Fazer a diferença pelos frutos que damos, e não pela nossa simples aparência.
Pregar o equilíbrio é o mais importante, pois a maioria dos jovens, somente respeitam esta questão, no culto de domingo, o resto da semana muitas vezes, nem cristão a pessoa parece ser.

Eliseu Antonio Gomes disse...

A VISÃO DO PASTOR CESINO BERNARDINO (GMUH) E A PREGAÇÃO EM DEFESA DOS USOS E COSTUMES ASSEMBLEIANOS ATRELADA A ELA

http://video.google.com/videoplay?docid=-2179847753286922276

Sugiro assistirem o vídeo. Mostra o Pr. Cesino Bernardino relatando que Deus mostrou o ataque ao complexo Word Trade Center e que esse fato desencadearia a guerra no Iraque. Depois, ele conta sobre uma segunda visão, que será o ingresso de estrangeiros nessa guerra (até de brasileiros que estão ilegais na América). Também, que Deus não aprova o ecumenismo.

Respeito o Pastor Cesino Bernardino. Sei que não foi apenas ele quem recebeu essa revelação sobre a atentado promovido por Osama Bin Laden.

Primeiro: Um brasileiro pouco conhecido recebeu a revelação da forma de ataque (aviões civís contra o complexo de prédios Word Trade Center), nesta revelação existiu a sentença que a nação americana vivia dias de orgulho e estava afastada de Deus.

Outra pessoa, conhecida de muitos, no Brasil e no estrangeiro, foi o Missionário RR Soares. Naquele dia 11 de setembro, como sempre há, houve o programa televisionado dos cultos que faz, e ele interrompeu o culto e pediu para todos orarem em favor das muitas famílias norte-americanas enlutadas. Detalhe: esse culto era pré-gravado, a oração foi feita duas semanas antes.

Note que Deus mostra aos seus, e que isso está acima das placas denominacionais, dos usos e costumes e liturgias de culto.

Observação: os nomes dos líderes acima citados não foram usados para defesa ou ataque das linhas doutrinárias que estão envolvidos. Postei os tais para que haja reflexões sobre os dias em que vivemos. Nestes dias tenho visto que o teor da Bíblia Sagrada, algumas vezes, é colocado de lado e uma visão corre o risco de ser tida como fundamento para solidificar costumes denominacionais como item básico à salvação.

Abraço

Eliseu Antonio Gomes
http://belverede.blogspot.com/

Gutierres Siqueira, 19 anos disse...

Vitor, a paz do Senhor.
Você destaca muito bem a questão do equilíbrio, quando se trata de assuntos relacionados aos “usos e costumes”. Quando lemos a carta de Paulo aos Romanos, vemos que é preciso respeitar a opção das pessoas que gostam de costumes mais rígidos. A mesma missiva paulina exorta aqueles de “costumes fechados” que não julguem os que pensam diferente... É uma respeito mútuo.

Sadre, a paz do Senhor.
Infelizmente temos presenciado em toda nossa história, assim com nos dias em que vivemos, um legalismo muito forte em nossas igrejas. Paulo escreveu a carta aos Gálatas, como firmeza e grande exortação, pois estavam substituindo a graça de Deus pelas leis humanas. A nossa proposta não é pregar uma graça barata e um deus-bonachão, onde todos fazem tudo o que querem sem arcar com as conseqüências. A graça de Deus nos perdoa o pecado e nos ajuda a vencer o pecado, a graça que não vence o pecado, não é a Graça de Deus.

Eliseu Gomes, a paz do Senhor.
Agradeço mais um comentário e as constantes visitas ao Blog Teologia Pentecostal. Só não entendi o que tem haver com o assunto, as “revelações “ do pastor Cesino Bernardino e do missionário R.R. Soares.

Talita Cristina disse...

Ola Gutierres até que enfim resolvi fazer alguns cometários referente a essa sua ultima postagem que me alegrou muitissmo, porque vc sabe que eu sou totalmente contra a pregação de usos e custumes como busca de santidade e salvação.è claro que temos que levar em consideração o fator de que alguns usos e costumes são necessario(a proibição de roupas escandalosas por exemplo),mas não podemos negar que muito mais necessario é a pregação do evangélho como estilo de vida, ou seja,o comportamento cristão deve ser mais enfatizado em sua exposição para o mundo secular( comportamento cristão no ambiente corporativo, academico e social).Sou prova viva de muitas situações que machucaram a minha vida espiritual, mesmo que sua fé esteja firmada em Deus, ainda se é dificil não se abalar com tantas criticas ao seu modo de vestir.O interessante como voce citou é que a falta do que se "pregar" possibilita aos pregadores de "usos e costumes" passarem as regras em cultos como alimento para o cristão, e por essa falta de sustancia da palavra emitida, muitos estão fracos e ficam doentes espiritualmente falando, e pra resgatar essas pessoas de volta ao evangelho de Cristo é estremamente complicado.Outra questão é que os cristãos que só recebem usos e costumes como alimento não progridem no conhecimento da palavra, não evoluem em seu patamar espiritual, quando vão evangelizar pessoas não tem argumentos biblicos pra pregar o evangelho e acabam abrindo discussões sem fundamentos.
Tem muita coisa a ser revista....

Paz querido.

Gutierres Siqueira, 19 anos disse...

Talita Cristina, a paz do Senhor.
Agradeço pelo seu comentário e fico feliz que esse texto possa te alegrar.

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro Gutierrez!
Equilíbrio é o "X" dessa questão.
Concordo plenamente com seu artigo e assino o comentário do amigo Vítor Hugo.
Parabéns

Pr. Carlos Roberto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Eliseu Antonio Gomes disse...

Citei dois líderes querendo mostrar que é quase praxe aos crentes legalistas fazer apologia de costumes baseados em "visões e revelações".

O primeiro caso mostra a narração de uma revelação pelo Pastor Cesino Bernardino. Depois que ele termina sua narração, usa essa revelação como ALICERCE para FUNDAMENTAR a razão da existência de usos e costumes na Assembléia de Deus. Acho isso gravíssimo. A regra de fé prática do cristão é a Bíblia Sagrada.

Eu me surpreendi com esse líder evangélico por causa desse episódio...

Citei o RR Soares porque se trata da mesma revelação, embora que com ele a perspectiva seja diferente no modo de apresentar a revelação ao público. Ele apenas conclama a todos que orem pelas famílias das vítimas.

A igreja do RR Soares não mantém usos e costumes como acontece na Assembléia de Deus.

Usei as duas figuras, ilustres para muitos, para fazer um comparativo relacionado ao assunto de usos e costumes. Deus está acima dos "cacoetes" religiosos.

Abraço, na paz do Senhor.

Eliseu
http://belverede.blogspot.com/

Gutierres Siqueira, 19 anos disse...

Carlos Roberto, a paz do Senhor.

Verdadeiramente, o equilíbrio é a grande questão que envolve o tema. O “oito” e o “oitenta” tentam imperar no assunto, com os extremismos do legalismo e da liberalidade. Mas é claro que o nosso maior problema é o legalismo.
Um abraço...

Eliseu Antonio Gomes, a paz do Senhor
Agradeço pelos esclarecimentos e concordo totalmente que o quê você expôs. Muitas das defesas do legalismo em “usos e costumes” se baseiam, principalmente, em sonhos, visões, “profecias” e até palavras que os endemoninhados nos exorcismos.

Anônimo disse...

Meu nome é Danielzinho.

O irmão me desculpe mas a defesa exagerada dos usos e costumes é necessária sim!Antes havia e a igreja era imbatível,e agora o que vemos aí?

Sou assembleiano ultra-radical quanto aos usos e costumes,e tenho vários amigos que pensam como eu!!!
Somos contra haver na igreja:
-mulheres maquiadas e de cabelos cortados,
-futebol(que o sangue de Jesus nos cubra!)
-tv,
-danças,
-todo tipo de bebida alcóolica(até champanhe!)
-música "gospel",
- mulheres e homens usarem roupas indecentes,
e paro por aqui que a lista é grande.
Tenho 27 anos e nasci no finalzinho da Assembléia de Deus avivada...

DEVEMOS SER RADICAIS QUANTO AOS USOS E COSTUMES!MODERAÇÃO SÓ VAI AFUNDAR NOSSA IGREJA CADA VEZ MAIS!E HÁ BASE BÍBLICA PARA O RADICALISMO DOS COSTUMES SIM!!!PARA VCS,ONDE FICA A RENÚNCIA E O ENTRAR PELA PORTA ESTREITA?

A PAZ DE CRISTO.

Anônimo disse...

paz do senhor para todos!sou missionario da assembleia de Deus,e quero rezumir tudo que foi dito entre voceis.na verdade os "crentes"que nao aceita os usos e costumes decentes e que deixa as suas mulheres cortarem os cabelos,usarem calças,pintarem,asistir tv e aprederem a trairem os maridos através da televisão.(estao todos procurando um outro caminho mais largo)estão procurando um evangelho facio, laite frio, e ,morto.

Elenita disse...

hoje em dia ha igrejas que estao vazias por causa de alguns pastores que dao muito valor para o que temos por fora se esquecendo realmente do que as ovelhas precisam ouvir acho que eles deveriam refletir......

Anônimo disse...

a biblia diz que no final dos tempos o amor de muitos esfriaram e este é um dos motivos, muitas pessoas ñ fazem a diferença, fazem tudo que o mundo oferece de crentes modernos o inferno vai tar cheios olha a igreja de laudiceia... a porta larga vai muita gente por isso a porta do céu é estreita e poucos são os que vão passar por ela.ul

Anônimo disse...

oi ñ sou evangélico mais pelo que sei vcs evangélicos deviam fazer a diferença sim, pois se for pra mim ser evangélico e ñ mudar meus costumes prefiro permanecer do jeito q estou, pois hoje ninguém mais sabe quem é crente e quem ñ é, ñ existe mais diferença um dia desses fui visitar uns partentes no interior e fiquei admirada pois encontrei varias pessoas que nem precisou falar pra mim que era crente e pra mim é isso vocês ñ são a luz do mundo? então essa luz deve continuar acesa. é o que acho.

Eber Pedro disse...

Tavendo Gutierres ....

Sempre falo criaram uma barreira extremamente religiosa!.
Cegaram as Pessoas que deveriam aprender o Evangelio de Jesus Cristo(A Única Boa nova para salvação)Esqueceram de usar o amor, bom senso e a moderação de acordo com o proposito do Evangelio.

Essas pregações fizeram as pessoas a viverem numa capsula religiosa , achando que botar em pratica os seus usos e custumes Salvaram a sua vida (mentira criada na mente das pessoas) esse pregadores transformam as pessoas, fazendo a maioria se tornar hipocritas, mantendo uma aparencia que muintas vezes nao existe.

Anônimo disse...

Vocês ficam brigando um com outro um pode um não pode enquanto muitas pessoas principalmente viciados ,prostitutas ,etc...estão morrendo e e uma disputa uma com a outra parecendo até um clube de futebol o mundo está prescisando de pessoas q preguem a verdade e não cobra o olho da cara para q céu vcs vão vai ser dividido o q não pode para o q pode vão se converter.

Cássia disse...

Oi e a paz.. tenho 17 anos e me converti aos 13 anos, meus pais não São crentes, sou da igreja Assembléia de Deus e moro em MT, Tangará da Serra onde os pastores ainda pregam os usos e costumes. Não me visto e nem me comporto como eles pedem, mas me visto e me comporto, como a bíblia nos ensina, afinal tudo o que é dito numa igreja evangélica, tem de ter uma base bíblica. Até hoje não me senti sufucada por renunciar as maquiagens, as roupas, danças, e etc, muito pelo contrário me sinto livre afinal assim está escrito: " e conhecereis a verdade e a verdade vos libertará", a bíblia diz: " Quem é injusto faça justiça ainda; e quem está sujo suje-se ainda, e quem é santo seja santificado ainda."apocalipse 21-11.
E mais " todo aquele que prevarica e não persevera na doutrina de Cristo não tem a Deus; quem persevera na doutrina de Cristo, esse tem tanto o Pai quanto o Filho"segunda epistola do apóstolo S.João 1-9.
Em Eclesiastes diz me 11-13: "De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus e guarda os seus mandamentos ;por que este é o dever de todo homem."
não podemos nos esquecer dé amar a Deus acima de tudo, e de amar ao nosso próximo também é claro, afinal o apóstolo Paulo no ensina dizendo, que o amor é superior a todos os dons. Se o sr. Não leu lhe recomendo que leia.
A paz do Sr.

marcelino ramos ramos disse...

temos que ser cristão não somente no uso de roupas, mais sim com um coração puro diante de deus, porque deus vai julgar os segredos do coração naquele grande dia, e a maioria das igrejas que pregam usos e costumes, não ensinam que seus membros tem que ter um coração puro para com Deus, só pregam sobre roupas, pinturas e etc.