Pesquisar este blog

Carregando...

sexta-feira, 4 de junho de 2010

A vergonhosa violência no Brasil

Depois de muito tempo passei um feriado completo trancado em casa. Assim, foi inevitável assistir alguns telejornais. No dia a dia de trabalho e faculdade eu me informo basicamente pela internet e jornal imprenso, quando assisto telejornais normalmente são os últimos do dia. Assistindo os jornais matinais e vespertinos é impressionante a quantidade de notícias sobre violência, não sendo um problema exclusivo das grandes cidades.

Casal e bebê mortos a tiros, assaltado de celular que resultou em morte, taxista morto a facadas e outros casos acontecidos em todo o país. Essas foram somente algumas notícias do dia. É simplesmente chocante. Antes o perigo morava em São Paulo e principalmente no Rio de Janeiro, mas hoje Maceió é a capital mais violenta do país. Antes, nas cidades interioranas, se dormia com portas encostadas e bicicletas na calçada, mas hoje o crack se alastro pelos pequenos vilarejos.

Alguns dados são assustadores. A cidade mais violenta do Brasil é Juruena, em Mato Grosso. O município possui apenas 9.595 habitantes, porém tem uma taxa 139/100 mil [1]. Das dez cidades mais violentas no país, nove são pequenas. Maceió, a única capital entre as dez, ocupa a oitava posição com uma taxa de 97,4/100 mil. A cidade do Rio de Janeiro, por exemplo, tem um índice de 35,7/100 mil. A cidade de São Paulo é a segunda capital “mais segura”, com índice de 17, 4/100 mil. A capital mais “tranquila” é Palmas (TO) com a taxa 12,8/100 mil. Recife (PE) é a segunda capital mais violenta do país com uma taxa de 87,5/ 100 mil.

Na média, o Brasil tem uma taxa de 25, 8/ 100 mil, ou seja, é o sexto país com mais homicídios do mundo. Uma verdadeira vergonha. O país só perde para países como El Salvador, Colômbia, Guatemala, Ilhas Virgens Americanas e Venezuela, que estão nessa ordem no campeonato macabro de homicídios. É interessante notar que todos são países latino-americanos. Nos Estados Unidos, por exemplo, a taxa é somente de 6/ 100 mil. Portanto, um morador de Palmas, a capital mais segura do Brasil, tem o dobro de chances de ser morto em relação a um morador dos Estados Unidos. A vizinha e economicamente decante Argentina tem uma taxa ainda menor, com 5, 2/ 100 mil. A poderosa Alemanha apresenta um índice de somente 0,6/ 100 mil, ou seja, perante os alemães até os Estados Unidos são violentos.

Papel da Igreja

A Igreja tem três papéis importantes: evangelização, educação (discipulado) e oração. Evangelizar é resgatar marginais para o Evangelho. Educar é evitar que crianças e jovens entrem no mundo do crime e das drogas. Muitos bandidos já foram “crentes” quando crianças. A oração é um meio de pedir a intervenção de Deus nesse mundo e nesse país tão caótico.

Nós, como cristãos que somos, não podemos financiar o contrabando, não podemos pagar propina para autoridades, não podemos desrespeitar as leis. Pois ora, o brasileiro é um sujeito estranho. De manhã paga propina para tirar a carteira de motorista e de noite, ao assistir o Jornal Nacional, reclama da corrupção dos políticos em Brasília. O Congresso corrupto no Brasil é apenas um reflexo da própria sociedade. Os crentes devem ser irrepreensíveis, e não se envolverem nesse emaranhado de corrupção e bandidagem.

Tomara Deus que possamos um dia andar pelas ruas das nossas cidades sem medo de portar um celular novo ou um notebook na praça. Sem topar com viciados em drogas pelas calçadas do centro ou da periferia. Sem observar policiais recebendo dinheiro de cidadãos corruptos. Sem ver gente comprando relógio roubado ou computadores contrabandeados do Paraguai.

Além do papel educacional e espiritual, temos o dever de buscar uma gestão política limpa para a nação.

Notas:

[1] O número equivale a quantidade de homicídios em um grupo de 100 mil habitantes. Todos os índices são baseados no estudo do Instituto Sangari.

2 comentários:

Dinho disse...

A grande verdade, é que o crescimento dos evangélicos não diminuiu a violência em nosso país.

A igreja ingenuamente pensava e eu também que tal crescimento seria proporcional a diminuição da violência. Ledo engano

Fica com Deus

vanderleia disse...

A paz ! Infelismente muita gente ficou confiante em placa de igreja, e assim construiram em areia, e agora parece que a casa vai dezabar.
A nossa esperança: Mateus;24,35, que diz:Tudo passará, mas as minhas palavras não passaram...Disse jesus.
Então meus anigos tudo que o homem inventou para enganar o povo de Deus, agora começa se destruir, pois só o verdadeiro ensino da palavra permanecerá.
Eu já tenho 35 anos de crente, e acho que chegou a hora de nos unirmos em uma só fé em Cristo para vencermos as dificuldades,tenho pedido sempre para as pessoas estarem mais unidas na fé, pois o reino dividido não subsistirá.

O pecado de idolatria, é um dos mais terríveis que podemos encontrar registrados em vários textos da bíblia sagrada, chegou a hora de pararmos de idolatrar denominação e adorarmoos somente á Deus, senão estaremos sendo cobrados duramente. Tem gente que ofende pessoas por causa de placa de igreja, dando mais importância a sua denominação do que a uma pessoa que é semelhança de Deus, e pior se acham santos.Mais eu digo que são sepulcros caiados.Quando eu era criança ouvia um ditado assim:por "fora bela viola, por dentro pão bolorento".
Fiquem na paz!
Vivamos hoje como se cristo voltasse amanhã!