Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 13 de julho de 2010

Igreja Emergente por John Piper



Para mais informações sobre o movimento da Igreja Emergente, recomendo dois livros:

Igreja emergente: O movimento e suas implicações (Edições Vida Nova) de Donald Carson

A apresentação da editora diz:

O que é a “igreja emergente”? Uma nova proposta para a igreja ou apenas mais uma moda passageira? Quem são os líderes desse movimento? Quais são as suas principais ideias?

Além de ser uma obra escrita por D. A. Carson, um dos eruditos evangélicos mais respeitados de nossos dias, é uma das avaliações mais cuidadosas e bem informadas do movimento emergente. E Carson não a escreveu apenas para os acadêmicos que estão por dentro do assunto, mas também para quem não está familiarizado com essas novas práticas e ideias. Numa linguagem clara, direta e precisa, faz uma introdução ao movimento da igreja emergente a partir dos pontos de vista crítico e teológico, expondo seus descaminhos e fragilidades e, ao mesmo tempo, reconhecendo o que tem de importante a dizer para todo cristão que deseja proclamar de forma relevante o evangelho de Cristo Jesus nos dias de hoje.

Esta obra chegou numa boa hora, justamente num momento em que se apresentam à realidade brasileira igrejas abraçando tanto a pragmática quanto a teologia vivenciada pelo movimento “igreja emergente”.

Confissões de um Pastor da Reformissão (Editora Tempo de Colheita) de Mark Driscoll

“A essência da reformissão está em fazer uma clara distinção entre o Evangelho, a cultura e a igreja” diz Mark Driscoll, nessa obra fantástica sobre a aplicação do Evangelho na cultura pós-moderno.

3 comentários:

anti emergente disse...

O pior de tudo é que o lixo teologico já se faz presente no Brasil,com personalidades bem conhecidas no nosso meio.Faz até prefácio em livros de Brian Mclarem.

Danilo Sergio Pallar Lemos disse...

John Piper, aplica em seu livro algumas realidades da Igreja que denominamos de emergente,muitas inivações e teologias sem fundamento Bíblico, precisamos refletir e conscientizarmos que o corpo de Cristo,precisa ser um propulsor de crescimento com embasamento Biblico,Logos.
www.vivendoteologia.bloghspot.com

Anônimo disse...

Engraçado é que a maioria poderia facilmente ser identificado como pentecostal...