Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Atraindo pessoas!

Timothy Keller pergunta por que as pessoas gostam de Jesus mas não gostam da igreja. A questão reflete uma realidade, pois há uma constante crítica para com a igreja institucionalizada no mundo contemporâneo. Mesmo assim, existe a busca pela espiritualidade sem a congregação de bancos e janelas da esquina. Então, por que as pessoas rejeitam tanto a igreja? Keller escreve:

O ensinamento de Jesus sempre atraiu os irreligiosos enquanto ofendia os “crentes” bíblicos, as pessoas religiosas de sua época. No entanto, em geral, nossas igrejas hoje não têm esse efeito. O tipo de forasteiros atraídos por Jesus não são atraídos às igrejas contemporâneas, mesmo as nossas igrejas de vanguarda. Nós tendemos a chamar conservador, convencional, as pessoas moralistas. O devasso e liberal ou quebrado e marginal, a igreja evita. Isso só pode significar uma coisa. Se a pregação de nossos ministros e as práticas dos nossos paroquianos não têm o mesmo efeito sobre as pessoas que Jesus tinha, então não devemos declarar a mesma mensagem que Jesus declarou. Se nossas igrejas não são atraentes para os irmãos mais novos, elas devem ser mais cheias de irmãos mais velhos do que nós gostaríamos de pensar (referência a parábola do filho pródigo). [1]

Keller toca bem no ponto: Nós, como igreja, temos grande dificuldade de acatar os marginais e devassos deste mundo. Tendemos a mostrar certo olhar de superioridade, enquanto “estamos no céu” e eles “no inferno”. A transparência de arrogância nas pregações evangelísticas é tida muitas vezes como “autoridade espiritual”, enquanto afastamos aqueles que precisam de médico. Precisamos pensar muito sobre esse ponto na nossa espiritualidade.

Nota:

[1] KELLER, Timothy. The Prodigal God: Recovering the Heart of the Christian Faith. 1 ed. Nova York: Dutton, 2008. p 15-16.

5 comentários:

Edinelson Lopes disse...

Graça e Paz Gutierres

Aguardamos sua visita e participação em nossa última publicação NÃO VOU MAIS FAZER MISSÕES.

Forte abraço, em Jesus, por quem somos atraídos.
sigaomestre.blogspot.com

lcp disse...

Muito bom, verdaderissimo se é que existe esta palavra! rs..

paz seja contigo!

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro Gutierrez,

A Paz do Senhor!

Infelizmente essa prática é antiga e já se percebia lampejos mesmo na igreja primitiva, senão vejamos:

O Espírito Santo teve que atuar de maneira especial, caso contrário jamais Ananias teria procurado Saulo de Tarso para orar. Houve relutância.

No caso de Cornélio também não foi diferente, veja que Cornélio ainda não sendo "crente" do ponto de vista da Igreja, foi mais flexível em atender ao anjo que apareceu em uma visão uma única vez.

Já o Apóstolo Pedro, para que atendesse ao chamado de Cornélio, teve que ter a mesma visão por três vezes em um mesmo arrebatamento de sentidos, e ainda assim duvidou quando chegaram os enviados do centurião, de forma que foi preciso que o Espírito Santo lhe confirmasse que foi quem os levara até ele.

Mesmo depois de convertido Cornélio, seus familiares e amigos, batizados e cheios do Espírito Santo, ainda assim a Igreja pediu satisfação a Pedro, por ter entrado na casa de um estrangeiro e participado de refeição com ele.

2.000 anos e a indiferença continua, só que agora muito maior, pois na Igreja primitiva se dava lugar à atuação do Espírito Santo, e agora....


Um grande abraço!

Seu conservo,
Pr. Carlos Roberto

Presb. Fabio Scofield disse...

Olá! Irmão Gutiérrez, Graça e Paz...

O mais interessante entre Jesus e a Igreja, é que Jesus atraia as multidões e se compadecia dela, curando os seus enfermos, libertando os cativos e alimentado os famintos, e ainda, mas Salvava as suas almas. Quanto à igreja, o seu papel aparentemente seria o mesmo só com restrição a Salvação, pois só Cristo Salva; mas a igreja tem o ministério da Reconciliação, porém, o que se ver, é lamentável, na maioria é só exploração e descriminação, nada mais...

Amado irmão Gutiérrez, desde já estou seguindo o seu blog, e vou colocá-lo na lista dos meus preferidos Ok?
Deus te abençoe...

mister black disse...

Bom, primeira vez que venho até seu blog, Boas ideias e mensagens você têm. Um bom conhecedor do amor de Deus e comunhão!!.

Sou da igreja batista do paiguais localizada em Cuiabá capital de mato grosso, somos uma igreja pentecostal com uma nova visão, três pastores jovens na igreja dois casados e um solteiro... Trabalha exatamente como atrair as pessoas à igreja e como mostrar a elas o amor que vem de Jesus e como a comunhão entre os irmãos sendo dentro de igreja ou em uma conexão para estudos bíblicos. A igreja existe há um ano saiu de 10 pessoas em um pequeno lugar e nesse tempo já são 400 pessoas em outro templo que ali se localizava um bar. A maioria das pessoas que estão na igreja então sendo resgatas das ruas e das drogas consideradas como "marginais", a igreja ta lutando contra comissões plebiscitos e costumes implacáveis e intocáveis que há em igrejas contemporâneas. Quando uma pessoa vai à igreja na primeira vez toda a igreja a abraça, conversa faz uma visita na casa, pessoas são designadas para grudar na pessoa, não que as 400 pessoas fazem isso, mas no primeiro momento a primeira impressão é de que todo amor que nunca foi correspondido a vida inteira seja pelo pai, mãe, família amigos está ali viva pronta pra entrar na vida dessa pessoa, tem outro contexto que é o testemunho isso mexe muito com as pessoas, não subimos em púbito pra falar o que mudou na vida ou coisa assim desse tipo.. Mas no nosso dia-dia em um telefonema um abraço, uma visita, coisas formais afasta as pessoas, aquele termo que a igreja é a segunda casa, tem que existir porque as mesmas coisas que faço em casa podem-se fazer na igreja, pois sou santificado, não pode existir essa mascara de crente essa vestimenta. Venha como estás Deus muda o coração e as coisas superficiais vão cair por terra. Existe também na igreja uma coisa chamada futebol, depois do culto de sábado os homens, os jovens vão jogar, porque exatamente no sábado é dia de balada de festa, damos testemunhos de evangélicos através do futebol sem briga sem palavrão e ainda mais evangelizando, muitos jovens já aceitaram Jesus jogando bola, porque é o momento para fazer o apelo, a quadra se localiza em uma praça, jovens sentam ao redor e olham aquela comunhão maravilhosa e são chamados a orar com a gente e a jogar a desfrutar daquela comunhão, então existe uma palavra que devemos ter em mente...

"IMPAQUITAR” VIDAS

IBP# Uma igreja viva adorando a um Deus Vivo!
Louvor e Adoração. (Cantam com alma, as lagrimas rolam e somos transbordados)

Pessoas de outra igreja vão lá e fala, é festa? Eu riu muito disso porque toda vez todo culto há festa para Deus pra Jesus, Temos que oferecer o melhor que temos.