Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 7 de setembro de 2010

O fundamentalismo acende uma pólvora!

O fundamentalismo protestante sempre produziu aberrações. Mas como pôde chegar nesse cúmulo?

Assista o vídeo. Comento no final.

http://g1.globo.com/videos/jornal-nacional/v/pastor-americano-promete-queimar-o-alcorao-e-poe-eua-em-alerta/1332974/#/Edições/20100907/page/1

Comento:

A atitude do pastor pentecostal só tornará a aproximação com o Oriente Médio ainda mais difícil. É verdade que em todos os países muçulmanos o cristianismo é um crime capital, sendo que cristãos são mortos por portar uma Bíblia. Recentemente um brasileiro foi preso no Egito por distribuir folhetos. Agora, nunca poderemos baixar ao nível deles. Temos que cultivar a tolerância e assegurar a liberdade de culto. Nada de queimar um livro considerado sagrado, pois apologética é defesa e não ataque. Ataque é cruzada e não cristianismo.

Fico imaginando quantos cristãos vão ser mortos a partir de revoltas provocadas pelo ato insano desse pastor americano. Tudo bem que radicais islâmicos usam qualquer desculpa para suas revoltas, mas o ato de queimar exemplares do Alcorão causará motins até de muçulmanos moderados, se é que exista esse grupo. O islamismo é intolerante e violento por natureza, sendo que quando o papa Bento 16 afirmou subliminarmente isso, eles queimaram igrejas e mataram uma freira para provar que o pontífice estava errado.


Um comentário:

Anônimo disse...

Atitudes como essa são realmente lastimáveis. O processo de restabelecimento de acordos de paz, mesmo que informais é tão custoso, levando anos e, em cerca de alguns segundos, as palavras de uma única pessoa, funciona como faísca num barril de pólvora. Não há dúvida de que a doutrina islâmica fundamentalista sustentada por muitos radicais causa repulsa e até mesmo um sentimento de revanchismo, mas como diz o pregador no Eclesiastes, a ira se abriga no seio dos tolos (Ec 7.9b). Não vale a pena revidar na mesma moeda. Só contribui para macular a imagem dos cristãos.