Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 4 de dezembro de 2011

O espantoso comentário de uma “anônima”!

Por Gutierres Fernandes Siqueira

Em um dos textos que escrevi combatendo o legalismo dos usos e costumes eu recebi o comentário de alguém que se autodenomina de “anônima”. Reproduzo o texto sem nenhuma edição:

sim concordo,com lucas.porque muitos pastores agora, so querem falar da biblia, mesmo nao sabendo totalmente, sobre ela, e esquece de consultar ao Espirito santo, o que ele acha sobre tudo isso. eu ja obtive resposta, sobre veste, profundamente em uma vigilia; eu fico com a porta estreita sem badulaque do mundo porque naquele dia, vai ser cobrado tudo. espirito, alma; corpo. (sic., grifo meu)

É ou não é espantoso? A “anônima” se mostra preocupada que muitos pastores só querem falar da Bíblia! (?) Que coisa horrível! Não é? Para a “anônima” o importante mesmo é se guiar por revelações supostamente vindas do Espírito Santo. O guia da “anônima” não são as Sagradas Escrituras, mas a revelação e o “sentir” das vigílias! O Espírito Santo, na mentalidade desse povo, esqueceu de revelar nas Sagradas Escrituras e precisa hoje complementar informações, mesmo que essas informações contradigam o que a Bíblia já afirma.

Se ela fosse um ponto fora da curva ainda estaríamos bem, mas a “anônima” é o reflexo de uma igreja movida pelo “sentir” e pelas revelações extrabíblicas que formam novos conceitos doutrinários e de costumes. É o caminho selado para o sectarismo e toda sorte de bizarrice. É também a vala comum daqueles que, na vaidade espiritualizada, vivem em uma conexão "surreal" com os céus!

O propósito dos dons espirituais “revelacionais” (profecia, palavra do conhecimento e palavra da sabedoria) não é criar novas verdades, novos conceitos ou novas regras de usos e costumes, mas sim reafirmar as verdades já expostas nas Sagradas Escrituras e esclarecer a aplicação de princípios que já estão bem claros na Bíblia. Qualquer “revelação” que julgue a exclusividade da verdade e crie novos conceitos deve ser totalmente rejeitada! Qualquer “sentir” ou qualquer “emoção” que nos afaste das Sagradas Letras deve ser jogada no lixo da história!

Que o Senhor nos guie na Sua Palavra!

13 comentários:

Vilma Pires disse...

Misericórdia Senhor Jesus!Colocar a Palavra de Deus no lugar das supostas "revelações" do Espírito Santo é a pior coisa que já ouvi falar nessa vida.O que digo?:"Maranata Senhor",porque o mal tomou conta do mundo e a sã doutrina deixou de constranger e de incomodar.

Micheline Gomes disse...

Misericórdia!

Laudinei disse...

Faço coro com as irmãs que comentaram antes de mim "MISERICÓRDIA".

Anônimo disse...

caro irmão vc foi desonesto , colocou uma opiniãop isolada de uma irmã como sendo o padrão de todo aquele que zela pela sã doutrina, os usos e costumes que vc diz são doutrina e BIBLICA. ex 1 timoteo 2.9, 1 pedro 3.3, o servo de Deus tem que ser santo em toda maneira de viver, ex. uma jovem q se veste sensualmente não pode ser cheia do Espirito Santo, não tem compatibilidade.

Ricardo Leite disse...

O que me chama a atenção é que se fala esse tipo de coisa com a maior naturalidade, sem rodeios. É impossível se considerar cristão sem estar baseado totalmente na Bíblia Sagrada. Não podemos adaptar a Palavra de Deus à nossa vontade, ou intrerpretá-la da forma mais prática para o nosso dia a dia.

Deyver disse...

Não sei se choro ou se dou risada.
De qualquer forma, lamentável!

Triste saber que a cada dia a igreja do Senhor se perde. =(

Continuemos firmes em Cristo e especificamente na sua palavra.

Sola Scriptura!

Anônimo disse...

caro autor. De acordo com a sua crítica ao comentário da anónima, posso depreender que na sua opinião não será possível nunca contradizer a Bíblia. Qualquer revelação que possa contradizer será herética. Digo-lhe: foi por essa visão tão radical e linear das escrituras que Jesus foi morto pelos Judeus...Pense nisso.
Nunca devemos ser tão radicais. Nunca só a Bíblia e muito menos só as revelações. É necessário seguir as escrituras, como fio condutor principal, mas estar aberto a revelações.
Filipe

Gutierres Siqueira disse...

Caro anônimo,

Alguém aqui por acaso está defendendo imoralidade sexual ou uma vida devassa? Por favor, antes de falar em honestidade poste um comentário com o seu nome completo. Não se esconda no anonimato. Além disso, não misture costumes e tradições com doutrina bíblica. Se você ama tradições o lugar mais adequado é a Igreja Católica...

Gutierres Siqueira disse...

Caro Filipe,

Seu comentário é igualmente espantoso. Os fariseus mataram Jesus não porque seguiam as Escrituras. Todo o Antigo Testamento aponta para Jesus. Quem era o Servo Sofredor de Isaías 53?

Jesus por diversas vezes condenou as interpretações que os fariseus faziam das Escrituras (ex. Mt 15, 23). Ou seja, o problema da liderança religiosa de Israel era moral (inveja), espiritual (incredulidade) e interpretativa (esperavam um messias diferente).

Revelação existe não para complementar a Bíblia ou mesmo contradizer os princípios ensinados. Nada disso, revelação é para reafirmar!

Pr. Jessé Sobral disse...

Caro amigo.

Graca e paz...

Voce mexeu num vespeiro, admiro sua coragem e serenidade.

Veja, que voce focou a questão das revelacões ou pseudas-revelacões em detrimento de termos a Biblia com UNICA REGRA DE FÉ E CONDUTA.

Não obstante a isto, o foco de alguns comentarios foi para o campo do antigo, enfadonho e infrutifero debate dos usos e costumes,,, bla, bla, bla...

Isto é fruto de uma igreja que viveu por décadas sob a otica do "evangelho da resignacão aparente e estoica", negando a nossa humanidade pós conversão, e que depois, no afã de acompanhar o crescimento numero e financeiro das chamadas denominacões "neopentescotaïs", se lancam agora a outro extremo, o do desfrute deste mundo, e ai, perdemos a perspectiva da experiencia tranformadora do evangelho para transformar este mundo como sal e luz.

Ademais, a Biblia é totalmente inspirada e completamente revelada. Quando algo nos salta aos olhos, nada mais é do que ILUMINACÃO, pois neste momento, não é a Bilia que esta sendo revelada (como algo novo que ninguem nunca o soube) mas nossa mente iluminada sobre determinado assunto.

Fico com a Biblia sem abrir mão da acão do espirito Santo que nos ensina e nos guia em TODA verdade, e continuo crendo nas aplicabilidades diversas da Palavra de Deus, que sempre vai de encontro as necessidades do ser humano, a fim de revelar Deus.

Deus abencoe a todos.

Pr. Jessé Sobral

Edinei Siqueira disse...

Assembléiano que gosta de Bíblia está com defeito de fabricação.

Pode prestar atenção! Se um pregador pregar um sermão Bíblico, quase ninguém sairá do templo dizendo "Deus falou comigo", mas se alguém proferir uma profetada ou tiver um revelamento muitos dirão "Deus falou poderosamente". Quem frequenta as ADs como eu já há 20 anos sabe que 90% dos assembleianos agem assim. Que lástima!
Observem o tratamento diferenciado que dão a um pregador que prega Bíblia e a outro que manipula a massa. O que prega Bíblia é taxado de frio, sem unção, cheio da letra. O que fala abobrinha, pula, sapateia e fala que está vendo anjo (mesmo sem estar vendo nada)é tido como homem de Deus, cheio da unção, fogo puro.

Pb. Edinei, Th.B

Ricardo Leite disse...

Eu gosto desse tipo de debate, com "a bola no chão". O que a maioria dos cristãos precisa é de uma conversa franca e simples, a abordagem de temas muito complexos, com textos escritos de forma acadêmicamente correta, interessa a uma parcela pequena dos cristãos. Acho interessante a abordagem de assuntos relacionados a rotina dos cristãos, para esclarecimento das dúvidas a respeito das diferenças entre igrejas, que passam pela cabeça de toda a população cristã ou naõ.

Bruna Geovanini Varniër disse...

"nunca só a Bíblia"? Meu Deus, vocês não levam a sério a tônica da reforma protestante? Sola Scriptura!!!!! Abre o olho gente, a Palavra de Deus é completa e o Espírito Santo não esqueceu de revelar nada!