Pesquisar este blog

Carregando...

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Lição 05 - As bênçãos de Israel e o que cabe à Igreja

Abaixo temos um subsídio preparado pela equipe de educação da CPAD

(OBS: Eu também preparei um subsídio para a lição deste domingo. Veja neste link.)


ALIANÇA DA TERRA DE ISRAEL

Por Thomas Ice

A primeira ampliação da promessa da terra veio após Abrão deixar Harã e chegar à terra de Canaã. Gênesis 12.7 relata que o Senhor apareceu a Abrão em Canaã e disse: “[...] À tua semente darei esta terra”. O contexto mostra que Abrão acreditou que o Senhor se referia à terra de Canaã. A promessa é claramente dirigida aos descendentes de Abrão.

Deus volta a ampliar a promessa da terra após Ló, sobrinho de Abrão, separar-se de seu tio. Dessa vez, o Senhor Disse a Abrão: “[...] Levanta, agora, os teus olhos e olha desde o lugar onde estás, para a banda do norte, e do sul, e do oriente, e do ocidente; porque toda esta terra que vês te hei de dar a ti e à tua semente, para sempre” (Gn 13.14-15). A promessa mais uma vez enfatiza que Deus deu a terra a Abrão e sua descendência. O novo elemento que aqui surge diz respeito ao tempo ― ela é dada para sempre. Muito se discutiu acerca desta expressão. Via de regra, sua duração é determinada pelo contexto. A menos que existam outros indícios, ela diz respeito à duração da história humana e pode incluir a eternidade.

Gênesis 15 registra a essência da aliança e descreve os limites da terra com maior precisão: “Naquele mesmo dia, fez o Senhor um concerto com Abrão, dizendo: À tua semente tenho dado esta terra, desde o rio do Egito até ao grande rio Eufrates [...]” (Gn 15.18).

Deus não apenas prometeu fazer de Abraão o pai de uma grande nação, como também a esta garantiu que daria um território. Uma nação não está realmente formada até que tenha seu próprio território. Sem sua terra natal, um povo perde a identidade étnica e nacional. Surpreendentemente, Israel manteve sua identidade nacional mesmo após 1800 anos de afastamento de sua terra natal.

Deuteronômio 30.1-10 amplia este aspecto da aliança abraâmica, estabelecendo uma aliança acerca do território de Israel: a Aliança da Terra de Israel (também conhecida como Aliança Palestina). Esta passagem declara que todas as promessas que Deus fez em relação à terra de Israel serão cumpridas “E será que, sobrevindo-te todas estas coisas, a bênção ou a maldição [...]” (Dt 30.1-2). Deus cumprirá esta promessa para com a nação de Israel, juntamente com o retorno do Messias e o reinado no Milênio.

Texto extraído da “Enciclopédia Popular de Profecia Bíblica”, editada pela CPAD.

Nenhum comentário: