Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 17 de julho de 2012

A Marcha é para Jesus?

Os supostos milhões e a mania de grandeza!
Por Gutierres Fernandes Siqueira

A pergunta acima é chata e até meio batida. Mas, infelizmente, sempre é necessário perguntar diante de um evento evangélico: isso é mesmo para Jesus? O fim de tal compromisso é a Glória do Senhor ou a promoção de um nome qualquer? A pergunta nasce, pois um dos grandes pecados da Igreja Evangélica Brasileira é a vaidade.

Nesta semana esperei horas no estacionamento do hospital o meu pai sair do pronto-socorro, pois era permitido apenas um acompanhante. Enquanto ele fazia exames, eu ouvia rádio evangélica. Meu Deus, mas que experiência terrível! O meu pai saiu com perspectiva da cura e eu saí doente. Ao ouvir o rádio eu escutava musiquinhas com dizeres: "O pastor Fulano de Tal é ungido pelo Espírito Santo", "o pastor Fulano é um grande homem de Deus", "o pastor Tal abala o inferno", "eu recebi a cura nesta igreja santa"... E eu fiquei abalado com tanta modéstia. Mas não podemos falar de modéstia sem mencionar a Marcha dos seis milhões.

E a Marcha pra Jesus? Ou seria a Marcha para os Hernandes? Ou o festival da promoção do ego de alguns líderes? Eu fui na Marcha em 2007. Sim, era divertido. Houve um lado lúdico. Mas também era um circo de horrores. Muitos estavam interessados em mostrar a "força dos evangélicos para a Rede Globo" diante das denúncias que a Revista Época, anos antes, tinha publicado sobre o casal. Na época ambos estavam presos na Flórida por tentarem enganar a alfândega norte-americana com uma falsa declaração de dinheiro em espécie.

Eles, coitados, eram vítimas de uma conspiração das Organizações Globo, das autoridades americanas e do Ministério Público. Um pastor "infeliciano" chegou a declarar que o lindo casal de Deus estava perseguido pela pregação do Evangelho. Era de doer tanta bobagem dita em apologia ao casal Hernandes.

Na época eu conheci dois membros da Renascer. Eram ótimas pessoas, mas desprovidas de qualquer conhecimento básico do Evangelho. Em compensação, eram ótimos e preparados defensores do casal. Não eram coitadinhos, pois sabiam articular boas apologias. Mas um deles, por exemplo, acreditava que a Igreja Católica tinha matado Jesus! Quando a tese dele foi contestada ele perguntou: - Mas não foram os romanos?

Voltando a modéstia encontramos os organizadores da Marcha dizendo que a edição 2012 reuniu seis milhões. Será que metade da cidade de São Paulo estava lá? Com os dados científicos do Instituto Datafolha descobrimos que a Marcha reuniu um pouco mais de 335 mil pessoas.

Mas sejamos justos, pois a megalomania não é exclusividade do "apóstolo" da Renascer. A Parada Gay de três milhões de pessoas não passou de 270 mil, segundo o mesmo Datafolha. Militantes costumam ser exagerados, fundamentalistas e, não raro, se julgam o centro do mundo. E, também, por que a prefeitura de São Paulo mantém a Parada Gay na Avenida Paulista? Se você não conhece São Paulo, a Avenida Paulista é uma importante ligação para cinco grandes hospitais, entre eles o Hospital das Clínicas.

Portanto, falar em seis milhões quando o público não chegou em 400 mil pessoas é somente uma pequena amostra da vaidade pura e simples. Isso nada tem com a glória de Deus.

11 comentários:

Anderson Cruz disse...

Gutierres, paz do senhor!

Concordo com você quando diz que é uma pergunta chata e batida, afinal todo ano é a mesma coisa, tem a "Marcha pra Jesus" e depois vem os comentários.Participei deste evento em 2008, vi coisas boas, e vi coisas horrorosas, hoje não sinto vontade de ir.
Hoje mesmo, parei para ouvir uma rádio evangélica, e ouvi uma pregação de um apóstolo, e achei lamentável, não há espaço para Jesus, somente para o EU, EU, EU.

Que Deus nos ajude.Abraço.

Marcos Bandeira disse...

Gutierres, Graça e Paz!
Na realidade a "Marcha pra Jesus" é a "Marcha do Triunfalismo do Falso Evangelho". Essa "Marcha" não acrescenta absolutamente nada para a sociedade brasileira e muito menos para a Igreja de Jesus. O que eu posso perceber, mesmo de longe, (eu sou de Três Corações - MG), é que tal evento visa apenas promover os líderes "evangélicos" megalomaníacos, menos Jesus Cristo. O povo precisa ser ensinado que a verdadeira Marcha para Jesus é todo dia, quando andamos no Espírito Santo, espalhando o bom perfume de Cristo, caminhando rumo ao Céu que é o nosso lugar, e não um mero evento que não provoca transformação nenhuma nas vidas e na sociedade.

Déa Correa disse...

Parabéns pelo texto, a vaidade é o grande mal a ser combatido neste século, Isaías já nos alertava lá atrás, mas parece que estamos esquecendo, Jesus e os seus ensinamentos estão sendo colocados em segundo plano na vida de muitos que se dizem cristãos.

Ivomar Costa disse...

É confortante escutar evangélicos com bom senso.

Teffi disse...

Bom dia, Gutierres!

Caro, concordo com você. Eu queria tanto participar de uma marcha onde não houvesse ninguém fazendo "propaganda" de sua instituição... Perdeu-se realmente a essência do que o evento deveria ser. É uma pena mesmo.


Faz uma visitinha ao Lar da Escriturária, lá tem de tudo um pouco: música, literatura, política, futebol, espiritualidade. Você decide! Só não esquece de deixar o comentário, que comentar é bonito e educado rs. Se gostar do conteúdo fique à vontade pra seguir, eu mesma só sigo os que gosto, porque aí retorno sempre ^-^

http://larescrituraria.blogspot.com
Paz!

Cleber disse...

Só para compartilhar e dar um pouco de alento.... aqui onde moro tem Marcha para Jesus e não se vê propaganda política e nem se permite propaganda dos nomes das igrejas...
O Conselho de Pastores tem coordenado com sabedoria a marcha.

André de Araújo Neves disse...

Gutierres, a Paz do Senhor!

O texto já valia a pena só pelo seguinte trecho: "Na época eu conheci dois membros da Renascer. Eram ótimas pessoas, mas desprovidas de qualquer conhecimento básico do Evangelho. (...) Um deles, por exemplo, acreditava que a Igreja Católica tinha matado Jesus! Quando a tese dele foi contestada ele perguntou: - Mas não foram os romanos?" É rir pra não chorar, meu amigo! Tão terrível quando a ignorância bíblica é a ignorância história, então eu nem imagino de onde tal criatura imagina ter saído a igreja evangélica, e quem não sabe de onde veio (reforma protestante), também não sabe pra onde vai.

Soli Deo Gloria.

Laudinei- NEI disse...

Estive na Marcha e indico as postagens abaixo que respondem a pergunta:


http://www.exemplobereano.blogspot.com.br/2012/07/marcha-para-jesus-em-sao-paulo-2012-o.html

http://www.exemplobereano.blogspot.com.br/2012/07/marcha-para-quem-mesmo.html

Anônimo disse...

Segundo estatísticas sérias, a "Marcha para Jesus" deste ano teve menos de 40 mil pessoas. Portanto, inferiaor à Parada Gay...

Márcio Cruz disse...

Paz, Ir. Gutierres!

Quanto ao post, que este sirva de alerta!
Gostaria de solicitar permissão para compartilhá-lo em minha página no Facebook, pois aqui em Manaus, sua postagem cai como uma luva, frente à politicagem que paira sobre a igreja amazonense!

Pelo Reino e para o Reino, TamoJunto, mano!

Gutierres Siqueira disse...

Márcio,

Fique a vontade.

Abraço