Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 1 de julho de 2012

Lição 1- No Mundo Tereis Aflições (Subsídio)

O problema do mal e as suas respostas

Por Gutierres Siqueira

Material produzido para os alunos da Escola Bíblica Dominical da Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Jardim das Pedras (São Paulo, SP). 

Deus é bom
"Por que você me chama bom? ", respondeu Jesus. "Não há ninguém que seja bom, a não ser somente Deus”. [Lucas 18.19]
Deus é o Todo-Poderoso
Mas de agora em diante o Filho do homem estará assentado à direita do Deus Todo-poderoso". [Lucas 22.69]
O mal existe
"Eu lhes disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo". [João 16.33]


Os céticos desafiam sobre o “problema do mal”
O filósofo cético David Hume (século 18), citando o filósofo grego Epicuro (século 4 e 3 a.C.) levantou as seguintes questões que tentam desafiar a mente cristã: Quer ele (Deus) impedir o mal, mas não é capaz de fazê-lo? Então ele é fraco (i. e., não é onipotente). Pode ele fazê-lo, mas não o deseja? Então ele é malévolo. Não é ele tanto poderoso quando o deseja fazê-lo? De onde, pois, procede o mal?
“A tentativa cristã de lidar com esse tripé "Deus todo-poderoso", "Deus todo-amoroso" e "existência do mal", mostrando que a despeito do mal, Deus continua justo, bom e poderoso foi historicamente denominada Teodicéia. A palavra foi cunhada em 1710 pelo filósofo alemão Gottfried Leibnitz (1646-1716). Seu sentido é "justificação de Deus" (do grego theós "Deus" e dikê "justiça")” [1].

Teodicéia. Algumas respostas foram tentadas: 01) O mal existe por causa do livre-arbítrio. 02) O mal existe porque é bom para o nosso amadurecimento. 03) O mal existe, mas é presente, pois o futuro será melhor. 04) O mal é incompreensível, mas serve para o nosso bem. 05) O mal existe, pois Deus é conhecido no sofrimento.
Negação da Teodicéia. Há também as negações dessas respostas: 01) O mal não existe, pois é fruto da nossa imaginação. 02) O mal existe porque Deus não existe. 03) O mal existe, pois existe um Deus Mal e um Deus Bom. 04) O mal existe porque Deus é mal. 05) O mal existe existe porque Deus não tem poder. 06) O mal existe, pois Deus é incapaz de controlar a sua criação. 07) O mal existe porque Deus não podia prever o futuro. 08) O mal existe porque Deus criou o mundo, mas depois o abandonou.

[1] SAYÃO, Luiz. O Problema do Mal no Antigo Testamento. 1 ed. São Paulo: Editora Hagnos, 2012. p 26.

Nenhum comentário: