Pesquisar este blog

Carregando...

sábado, 12 de janeiro de 2013

Pesquisa com pastores assembleianos

Caros,

Se você é pastor da Assembleia de Deus (independente do ministério) e tem formação superior completa (independente do curso), por favor, responda uma pesquisa feita pelo sociólogo Gedeon Alencar neste link. O seu nome não será identificado, apenas as suas colocações. Alencar está trabalhando com uma tese de doutorado sobre as Assembleias de Deus e sua participação é importante. Caso conheça um pastor nessas condições, passe o link para ele.

Obrigado a todos!

7 comentários:

Anônimo disse...

Ei, gutierres, não sou pastor da AD não, mas fala pro seu amigo que essas perguntas estão muito mal elaboradas. Olha vc mesmo!

Gutierres Siqueira disse...

Caro anônimo, quais são as suas sugestões?

Anônimo disse...

Não sou anônimo do inicio, de todo modo tenho alguns comentários. Esse é um questionário muito longo, em termos de pesquisa é complicado você fazer um questionário assim quando não tem um entrevistador. Há uma outra coisa na formulação das perguntas que devia ser melhorada também mas o orientador do seu amigo, se for um cara experiente, vai dar logo uns toques. Agora o mais grave e que torna o questionário sem valor cientifico nenhum é que qualquer pessoa pode responde-lo. Se eu estivesse na banca seria uma das primeiras coisas a ser colocada por mim, porque pode gerar um incrível viés.
Sendo uma tese, a primeira coisa que eu faria para uma análise estatística desse tipo é ter algum levantamento preliminar do número de pastores das AD que existem no país, com nível superior já que ele quer estratificar a amostra por esse critério. Há problemas em conseguir esse número certamente, mas é possível ter alguma aproximação. Com esse número na cabeça o passo seguinte seria definir o tamanho da amostra de pastores que deveriam responder o questionário para que o resultado seja minimamente significativo e consiga contar alguma história consistente. Óbvio que é preciso garantir que só os pastores respondam, então não pode ser um formulário aberto que até eu posso responder.
Enfim, há muita literatura tanto sobre a parte estatística (que é bem simples) quanto sobre a parte mais psicológica de formulação de questões que podem ajudar seu amigo.

Gutierres Siqueira disse...

Caro "anônimo 2",

Só lembrando que o questionário é para um desenvolvimento posterior da tese, pois ela já foi apresentada e aprovada pela banca.

Anônimo disse...

Se o desenvolvimento posterior pretende ser algo cientifico (livro, artigo ou coisa assim) as criticas elencadas por mim continuam valendo. Se a pesquisa é algo mais informal que tem como finalidade apenas ser um esboço sobre o pensamento coletivo dos pastores pode ser feito, mas sem querer tirar grandes conclusões com ele.
Note que há pesquisadores que comem “mosca” nesses detalhes, especialmente em algumas ciências sociais. É bastante comum ver trabalhos com problemas do tipo que eu elenquei, infelizmente no Brasil não há uma tradição em treinar as pessoas nesses assuntos, as consequências são teses, dissertações e artigos tentando tirar conclusões com dados que são viesados e/ou mal coletados.

Gedeon Freire de Alencar disse...

Guiterres,
amigo, muito obrigado pela divulgação de minha pesquisa. Em poucos dias, mais de 5 dezenas de pessoas já responderam.
Quanto aos comentários (dois). O primeiro é alfabetizado o suficiente para ler e dizer que as perguntas estão mal elaboradas. E dai?
O segundo (tb anonimo),parece, queria participar de minha banca..., mas não leu o suficiente, precisou vc avisar que a tese ja foi aprovada. Em beneficio da ciencia e em respeito a vc (não ao anonimo) informo que diversos amigos/pesquisadores leram/opiniram antes. Sei dos problemas que essa - como qualquer outra - pesquisa tem. A solução dada é hilária: identificar o numero de pastores assembleianos com curso superior? Por revelação ou consultando os buzios? Amigo, se não é possivel se saber quantos pastores das ADs existem, muito menos outra qualificação. Na tese, trabalho com tres grandes ramos assembleianos: CGADB, CONAMAD e Convençõe Autonomas. Nesse terceiro grupo, há inumeros Ministerios, ja contabilizei centenas. Segundo o Censo 2010, são mais de doze milhões de assembleianos no Brasil, quantos pastores existem? Uma ultima coisa: alguém que não é pastor assembleiano pode responder? Solução: identificar o ID do computador? identificar o email? Essas -ou outras - possibilidades identificariam o autor das respostas, e, isso,sim, prejudicaria a pesquisa.Sei que uma pessoa pode falsamente preencher todos os dados (pessoais, institucionais, teologicos, etc), como pessoas podem escrever anonimamente para sites. Gedeon

Anônimo disse...

Prezado Gedeon meu nome é Carlos Eduardo Drumond, postei anonimamente porque é a forma mais conveniente e rápida quando não se possuí uma conta Google. Percebo que o meu comentário soou ácido ou pretensioso a você. De toda sorte, não foi minha intenção fornecer uma critica ácida ao seu trabalho, muito menos participar da sua banca era um anseio, não estaria apto a fazê-lo. Se em algum momento soaram mal educados os meus comentários peço perdão por isso. As questões que levantei são relativas ao exercício estatístico no seu trabalho. Se a intenção é construir alguma inferência é necessário respeitar alguns aspectos técnicos, algo que pelo visto você mesmo já sabia, só foi isso que apontei. Se há dificuldade de definir o seu universo amostral (como há em outros problemas de pesquisa) é necessário tentar suplantar isso de alguma forma. Aparentemente, e posso estar profundamente enganado, a formulação da sua pesquisa amostral não permite inferência alguma e não tenta resolver isso. Como não conheço com detalhes o seu objetivo de pesquisa posso ter feito uma sugestão ingênua, mas há inúmeras maneiras de construir uma amostra mais sólida.