Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 3 de fevereiro de 2013

“Receba a porção dobrada do Espírito Santo”! Ou, veja porque essa declaração é uma bizarrice!

Elias revivendo o filho da viúva de Sarepta, por Louis Hersent [177-1860]
Por Gutierres Fernandes Siqueira

Você certamente já ouviu algum pregador pentecostal orando para que a plateia ou uma pessoa específica recebesse a “porção dobrada do Espírito Santo”. A base é 2 Reis 2, mas a interpretação é equivocada. Nesse texto, temos a história do profeta Elias designando a continuidade de seu ministério para Eliseu antes de ser transladado. Nos versículos 9 a 11 lemos:

Sucedeu, pois, que, havendo eles passado, Elias disse a Eliseu: Pede-me o que queres que te faça, antes que seja tomado de ti. E disse Eliseu: Peço-te que haja porção dobrada de teu espírito sobre mim. E disse: Coisa dura pediste; se me vires quando for tomado de ti, assim se te fará; porém, se não, não se fará. E sucedeu que, indo eles andando e falando, eis que um carro de fogo, com cavalos de fogo, os separou um do outro; e Elias subiu ao céu num redemoinho.

Bom, vejamos o que a expressão “porção dobrada” significa.

1. Quando Eliseu pede a “porção dobrada”, na verdade, ele está requerendo o direito de progenitura sobre os demais profetas da escola de Elias.

Elias foi líder de uma “escola de profetas”, e Eliseu era um dos seus alunos. O ambiente da escola lembrava uma fraternidade onde os membros eram chamados de “filhos dos profetas” (v. 3,5). Ora, com a trasladação de Elias quem seria o seu substituto? Ou seja, quem havia de ser o novo líder? Então, Eliseu baseado na lei mosaica (cf. Dt 21.17) pede a Elias a “porção dobrada”, ou seja, os direitos de um filho primogênito. O primeiro filho recebia o dobro das riquezas do pai em relação aos seus irmãos, e isso implicava mais responsabilidade para a manutenção da família. Donald J. Wiseman lembra que esse filho primogênito “tinha a responsabilidade de perpetuar o nome e o trabalho do pai” [1].

Nesse sentido, a tradução da Nova Versão Internacional (NVI) traz mais luz para a interpretação: “Depois de atravessar, Elias disse a Eliseu: ‘O que posso fazer por você antes que eu seja levado para longe de você?’ Respondeu Eliseu: ‘Faze de mim o principal herdeiro de teu espírito profético’". [grifo meu].

2. A “porção dobrada”, portanto, em um primeiro momento, não significava “mais poder” para milagres. Significa, isso sim, mais responsabilidade como o novo líder a representar o legado do antigo líder. Assim, por que os pregadores atuais falam em “porção dobrada” como “poder em dobro” para milagres, mas esquecem da responsabilidade de um legado na substituição de uma liderança?

Repito: a expressão não significa, a princípio, um poder dobrado para milagres ou um ministério ainda mais poderoso em sinais e maravilhas do que o de Elias. É tão verdade que Eliseu continua o trabalho de Elias, mas não se tornou um profeta mais importante do que o seu “pai espiritual”. Ele é usado por Deus em continuidade, mas não se sobrepõe ao seu pai na fé. Quem é o profeta mais lembrado depois de Moisés na história e literatura hebraica? Elias é a resposta. Eliseu certamente pensava que a continuidade do ministério de Elias implicaria grandes sinais, mas a expressão em si não indica essa questão, mas sim o direito de substituí-lo como líder.

3. Elias não concede o pedido a Eliseu porque tal atribuição era divina, e não humana. Como os pregadores atuais podem oferecer o que não é prerrogativa deles?

Eliseu recebe a “porção dobrada” da parte de Deus, mas não de Elias. O profeta Elias mostra a Eliseu que a resposta ao pedido não dependia dele, mas sim do Senhor. “Coisa dura pediste”, diz Elias, indicando que Eliseu seria o seu substituto mediante a observação de seu arrebatamento. O teólogo pentecostal Wilf Hildebrandt escreve sobre essa passagem:

A dificuldade de honrar o pedido é demonstrada por Elias, que faz com que o direito de sucessão dependa do avistar de sua partida por parte de Eliseu. Elias indica que não é uma prerrogativa sua o responder ao pedido e sim uma prerrogativa de Deus. Assim, o pedido por “uma porção dupla” não é concedido por ele, mas depende da permissão de Iahweh para que Eliseu testemunhe sua partida e ‘abra os seus olhos’ para a seleção de Deus. Somente Deus poderia escolher um sucessor para Elias e transferir se o Espírito para o profeta escolhido.  [2]

É interessante observar que um pregador que acredita atribuir o Espírito Santo em dobro para outras pessoas não traz essa ideia da cosmovisão bíblica, mas sim de uma cosmovisão animista, portanto, pagã. É necessário rejeitar qualquer tentativa de interpretar o texto bíblico segundo padrões mágicos que arranham a correta interpretação do mesmo. Ninguém pode “jogar” o Espírito Santo em dobro no outro. O Espírito Santo enche o verdadeiro crente segundo a graça divina para o serviço do Senhor. “Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um, para o que for útil” [1 Co 12.7].

Referências Bibliográficas:

[1] WISEMAN, Donald J. 1 e 2 Reis. Introdução e Comentário. 1 ed. São Paulo: Edições Vida Nova, 2006. p 172.

[2] HILDEBRANDT, Wilf. Teologia do Espírito de Deus no Antigo Testamento. 1 ed. São Paulo: Editora Academia Cristã e Edições Loyola, 2008. p 195.

28 comentários:

Márcio Cruz disse...

Nobre Gutierres!

Muito bom e esclarecedor texto!!!

Se bem que ultimamente, a única porção dobrada que tem ocorrido mesmo é a aquela que provém dos $$$$!!!

E olha que a porção dobrada não é sobre quem dá, mas na conta de quem recebe!!

Shalom!!

aacarneiro disse...

Graca e PAZ,
Meu querido gostaria de salientar que, Deus, por certo confirmou o pedido Eliseu, porque ele operou milagres 2 vezes mais que Elias, tb aceito, que o pai dificilmente seria menor que seu filho ( neste caso foi ele o inicio)

Deus o abencoe.......

Célio de Castro disse...

Em alguns ensinamentos que presenciei, utilizaram o texto de II Reis 13:21 para corroborar a afirmação de que Eliseu era revestido de maior poder que Elias já que o sujeito ressuscitou ao tocar seus ossos.

Gutierres Siqueira disse...

Célio, a paz!

Realmente há toda uma argumentação que o ministério de Eliseu foi mais "poderoso" do que o de Elias. É inegável que em termo de alguns sinais, o ministério de Eliseu nos impressiona, mas o legado era de continuidade do ministério de Elias. E, também, a extensão da influência de Elias não se compara ao de seu discípulo.

Abraços!

Aprendiz disse...

Bom e esclarecedor o texto.

Quanto à NVI discordo dela em muitas coisas, a começar pelo fato de seus tradutores darem valor aos textos alexandrinos.

No caso da tradução citada, julgo incorreto o tradutor querer ser ao mesmo tempo intérprete. Seria muito melhor traduzir literalmente e acrescentar uma nota explicando que a poção dobrada, conforme a Lei de Moisés, era destinada ao filho primogênito.

Ao se fazerem de interpretes, os tradutores se fazem também de infalíveis, pois aquilo que é interpretação será considerado, pelo leitor, como se fosse o próprio texto. Se a cada dez interpretações, ele cometer um erro, terá alterado o texto bíblico, caindo em condenação. Quando faz uma nota na margem ou no rodapé, o tradutor se guarda dessa culpa, pois fica evidente para o leitor o que é texto e o que é comentário. O leitor não é privado de uma informação esclarecedora que o tradutor, com sua erudição, pode lhe dar. Apenas essa informação está claramente separada do texto.

Célio de Castro disse...

A problemática levantada pelo Aprendiz me dá uma noção da quantidade de heresias que engoli ao longo da minha jornada de quase 3 décadas no pentecostalismo. E pensar que alguns anos atrás havia uma resistência quanto ao estudo teológico. Essa outra face da história à qual estou inserido ou pelo menos tentando me inserir hoje leva-me a um processo de "aculturação" teológica, já que há uma desconstrução de muitas "verdades" que criaram na minha congregação.

João Dórea disse...

a paz querido irmão Gutierres,

Eu novamente! também tenho a mesma opinião do "Aprendiz" em relação a tradução da NVI.

O texto: muito esclarecedor, embora a bíblia diz que Eliseu opereou 2 vezes mais milagres que Elias ´e explicável. Entendo que Eliseu por sua vez teve o seu tempo de ministério maior que o de Elias e isso fez com que fizesse mais sinais que o seu prepusor.

André, vulgo Alliadoo disse...

É como o irmão Célio disse, há uma desconstrução de muitas verdades... Realmente, é impressionante como o ensino equivocado tem-se sustentado por tanto tempo no evangelicalismo brasileiro.

Baseado na má interpretação da passagem do post, é de doer a tal da "transferência de unção". Como diria um conhecido meu "é uma falta de absurdo"!!!

Vou repostar lá no meu blog, amém, Gutierres?

Permaneçamos firmes!

Anônimo disse...

A paz para todos. É claro que respeito todas as opiniões. Na minha modesta opinião, eu acrescento que, essa questão de que, quem é o maior ou menor não tem muita relevância. João Batista nunca presenciou ou evidenciou um milagre, mas quando viu a Cristo, o reconheceu, tocou nele e o batizou e ainda foi para o céu. Que Deus abençoe a todos. Amém.

Fernando A. Lima Jr. disse...

O texto abaixo seria confirmação de que não há porções do Espírito:

"Mas o que aceitar o seu testemunho, esse confirma que Deus é verdadeiro.
Pois aquele que Deus enviou fala as palavras de Deus; porque Deus não dá o Espírito por medida "
João 3:33-34

Anônimo disse...

Gostaria de saber como chegou a conclusão de que Eliseu foi um frequentador da escola de Elias

Caroline Costa

Anônimo disse...

Graça e Paz aos Irmaos em Cisto Jesus. Entendo eu que Elizeu podia pedir qualquer coisa. Mas ele pediu a porçao dobrada do Espirito a Elias. Por tanto ele usou a sua Fe e ousadia, e creu em seu pedido ao Profeta. Por tanto assim como Elias foi ousado quando esteve diande do Rei Acabe e os profetas de Baal e Creu e depositou a sua Fe em Deus, e Deus foi com ele, eu Creio que assim foi com Eliseu. Nao estou dizendo que o meu comentario seja melhor doque o dos irmaos nao, apenas quiz compartilhar tbm a minha ideia com os irmaos. Graça e Paz a todos.

Euqir Luis disse...

Paz!
Nao sei o que posso dizer por encontrar este blog tao excepcional, maravilhoso!
Hj este dia 16\10\ 2015 foi particularmente importante!
Ate gostaria se possivel receber em e-mail estas dissertações..

Euqir Luis disse...

Paz!
Nao sei o que posso dizer por encontrar este blog tao excepcional, maravilhoso!
Hj este dia 16\10\ 2015 foi particularmente importante!
Ate gostaria se possivel receber em e-mail estas dissertações..

Unknown disse...

A Paz amados,mais como voce chegou na conclusao que eliseu era um frequentador da escola de profetas........
Aguardo RESPOSTAS

Taty Graciano disse...

A Paz ....
Gostaria de saber como vc chegou na conclusao que Eliseu era um frequentador da escola de Proferas....
AGUARDO RESPOSTAS ANSIOSA POR ELA....

Taty Graciano disse...

A Paz amados,mais como voce chegou na conclusao que eliseu era um frequentador da escola de profetas........
Aguardo RESPOSTAS

Reverendo disse...

NESSA DISPENSAÇÃO TEMOS A PLENITUDE DO ESPÍRITO SANTO EM NÓS ISSO É MAIS QUE PORÇÃO DOBRADA

kenedi ralves disse...

só tenho á agradecer por essa explicação, aprendi + um pouco do muito que preciso...

kenedi ralves disse...

só tenho á agradecer por essa explicação, aprendi + um pouco do muito que preciso...

kenedi ralves disse...

só tenho á agradecer por essa explicação, aprendi + um pouco do muito que preciso...

Marcus França disse...

Ótima interpretação do Pastor! O Espírito santo não é dado por porção e sim derramado!!!

Marcus França disse...

Ótima interpretação do Pastor! O Espírito santo não é dado por porção e sim derramado!!!

Marcus França disse...

Ótima interpretação do Pastor! O Espírito santo não é dado por porção e sim derramado!!!

Marcus França disse...

Boa a interpretação do Pastor! Acredito no derramamento do Espírito e não em porção dobrada!!!

UIUI disse...

Muito obrigado pelo texto, muito esclarecedor!

Roberto gb disse...

Saldo a totos com a paz do senhor, ou graça e paz se preferir,primeiro lugar ja tentei ser membro da batista mas vi q não era meu lugar e quando sair de la não critiquei em momento algum pelo contrário criei muitas amizades nunca julguei pois esse não é o meu papel mas sim do senhor. Cada um tem o seu chamado .
Jesus não vai vir para buscar placa ou tipos de teoligia q fere o evangelho de cristo , mas sim um povo lavado e remido pelo sangue do cordeiro.
Amado irmão ,não perca seu tempo estudando a bíblia para falar mao dos pentecostais pois não é isso q a biblia ensina . Que vc possa tomar mais o seu tempo evangelizando com o proposito de salvar almas. Amém.

Roberto gb disse...

Saldo a totos com a paz do senhor, ou graça e paz se preferir,primeiro lugar ja tentei ser membro da batista mas vi q não era meu lugar e quando sair de la não critiquei em momento algum pelo contrário criei muitas amizades nunca julguei pois esse não é o meu papel mas sim do senhor. Cada um tem o seu chamado .
Jesus não vai vir para buscar placa ou tipos de teoligia q fere o evangelho de cristo , mas sim um povo lavado e remido pelo sangue do cordeiro.
Amado irmão ,não perca seu tempo estudando a bíblia para falar mao dos pentecostais pois não é isso q a biblia ensina . Que vc possa tomar mais o seu tempo evangelizando com o proposito de salvar almas. Amém.