Pesquisar este blog

Carregando...

sábado, 23 de março de 2013

Reflexões e uma página no Facebook


Por Gutierres Siqueira


Caro leitor,

Se você ainda não curtiu a página do Blog Teologia Pentecostal [clique aqui], logo o convido a participar. Naquela página eu posto, especialmente nos finais de semana, alguns trechos de livros e artigos que eu achei interessante. Neste post compartilho as últimas postagens na página. Não deixe de curtir, pois é mais um espaço para divulgar conteúdo cristão na internet. Abraço a todos!

Otimismo e esperança cristã

"Otimismo é a espera pelo melhor, sem qualquer garantia de sua chegada e muitas vezes não é mais do que assobiar no escuro. A esperança cristã, pelo contrário, é a fé olhando para o cumprimento das promessas de Deus, como quando a liturgia anglicana para enterros diz: 'em esperança segura e certa da ressurreição para a vida eterna, por nosso Senhor Jesus Cristo.' O otimismo é um desejo sem mandado; a esperança cristã é uma certeza, garantida pelo próprio Deus. O otimismo reflete a ignorância a respeito de se as coisas boas virão de fato. A esperança cristã expressa o conhecimento que todos os dias de sua vida, e cada momento para além dela, o crente pode dizer com verdade, com base no compromisso de Deus, que o melhor ainda está para vir. " [J. I. Packer, teólogo anglicano]

A necessidade humana

"Se Deus tivesse percebido que a nossa maior necessidade era econômica, Ele teria enviado um economista. Se Ele tivesse percebido que a nossa maior necessidade era entretenimento, Ele nos enviaria um comediante ou um artista. Se Deus tivesse percebido que a nossa maior necessidade era estabilidade política, Ele nos enviaria um político. Se Ele tivesse percebido que a nossa maior necessidade era a saúde, Ele nos enviaria um médico. Mas Deus percebeu que a nossa maior necessidade envolvia nosso pecado, nossa alienação dEle, nossa profunda rebelião, a nossa morte, e Ele nos enviou um Salvador." [Donald A. Carson, teólogo reformado. Citado por Max Lucado]

Marxismo como religião fanática

"O principal problema com os comunistas é que eles adoram um deus falso. Isso é bem mais perigoso do que alguém que não acredita em nada [...]. O fanático é perigoso. Os comunistas têm um deus- a dialética da história- aquilo que garante tudo o que eles vão fazer e, também, garante a vitória; é por isso que eles são fanáticos." [Reinhold Niebuhr, teólogo neo-ortodoxo que foi um socialista entusiasmado antes de mudar a sua visão após o período da Segunda Grande Guerra. Ele era irmão do conhecido teólogo Richard Niebuhr, autor do clássico livro "Cristo e Cultura"].

A mania dos direitos, mas com ausência de deveres

"Ausente um delicado equilíbrio - direitos e deveres, liberdade e ordem - o tecido social começa a desmoronar. A explosão de direitos nas últimas três décadas nos levou em uma descida rápida para uma cultura sem civilidade, decência, ou até mesmo ausente daquele grau de disciplina necessária para manter uma civilização industrial avançada. Nossas cidades são fossas, nossas escolas urbanas parecem campos de treinamento de terroristas, as nossas legislaturas parecem bordéis onde os direitos são vendidos pelo maior lance eleitoral ". [D. A. Carson citando Don Feder em "The Gagging of God: Christianity Confronts Pluralism"]

O cristão e a tolerância

"É claro que, no contexto certo, a mesma frase 'os cristãos alegremente toleraram outras religiões', pode sugerir, não tolerância legal, mas a tolerância social, ou seja, em uma sociedade multicultural, pessoas de diferentes religiões devem se misturar sem desprezo e condescendência, porque todas as pessoas foram feitas à imagem de Deus e todos vão dar conta para Ele no último dia. De todas as pessoas, os cristãos deveriam saber que eles não são nem um pouco socialmente superiores a outros. Os cristãos falam sobre um grande Salvador, mas eles não estão a pensar em si como um grande povo. Então, a tolerância social deve ser incentivada." [Donald A. Carson, em "The Intolerance of Tolerance"].

A “nova tolerância” é intolerante

"Essa mudança em 'aceitar a existência de diferentes pontos de vista' a 'aceitação pontos de vista diferentes', de reconhecer o direito dos outros de ter diferentes crenças ou práticas para aceitar os diferentes pontos de vista de outras pessoas, é sutil na forma, mas enorme em substância. Para aceitar que uma posição diferente ou oposta existe e merece o direito de existir é uma coisa, aceitar a posição em si, significa que não mais se opõe a ela. A nova tolerância sugere, na verdade, que aceitar a posição significa acreditar que a posição passa a ser verdade, ou pelo menos tão verdadeiro quanto o seu próprio ponto de vista. Passamos de permitir a livre expressão de opiniões contrárias à aceitação de todas as opiniões, nós pulamos de permitir a articulação de crenças e afirmações com as quais não concordamos em afirmar que todas as crenças e reivindicações são igualmente válidas. Assim, deslizam da tolerância velha para o nova." [D. A. Carson, em "The Intolerance of Tolerance"]

A função do profeta

O profeta não deveria ser considerado um profissional que se nomeou a si mesmo, cujo propósito seria persuadir as pessoas a aceitar opiniões da sua própria lavra, pelo contrário, seria a pessoa chamada por Deus para proclamar, como arauto da corte dos Céus a mensagem que deve ser transmitida de Deus para os homens. [Gleason L. Archer Jr. em “Merece Confiança o Antigo Testamento?”]

Nenhum comentário: