Pesquisar este blog

Carregando...

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Devocional: A distância entre um e a multidão!

Moisés com os Dez Mandamentos, Rembrandt em 1659
Por Gutierres Fernandes Siqueira

HIATO. Moisés estava face a face com Deus. Ele recebia do próprio Senhor a instrução da Lei. A moral estabelecida que forma a nossa maneira de viver até dos dias de hoje. Esse era o ápice da experiência que um homem poderia desfrutar. Mas enquanto Moisés experimentava dessa glória, o sacerdote Arão, seu irmão, e todo o povo de Israel adoravam um bezerro. Moisés falava com o Criador do Universo e o seu povo se prostrava diante de um bezerro de ouro. É um grande hiato. Quem sabe você eu estejamos face a face com Deus em meio a um povo que adora bezerros. Quem sabe você e eu estejamos entre aqueles que adoram o bezerro, mas distante daquele solitário que desfruta Deus intimamente. Há sempre um hiato...

Um comentário:

Thiago Mendes disse...

Preguei a mensagem de Exôdo 33 esses dias em algumas igrejas.
Também percebi que muitos líderes possuem o mesmo desejo que Moisés: Agora, pois, perdoa o seu pecado; se não, risca-me, peço-te, do teu livro, que tens escrito. Êxodo 32:32
Uns como intercessores do povo, outros como "messias" que acreditam consciente ou inconscientemente que podem salvar os seus. Creio que somos chamados a um trabalho de loucos, jogamos as sementes sabendo que nem todas irão cair em solo fértil. Pregaremos o puro e simples Evangelho de Jesus, mesmo sabendo que nem mesmo a sua família e seus irmãos acreditavam Nele.
É preciso ter muita fé e perseverança em meio a nossa geração para não abrir mão das nossas convicções para trilhar por um caminho mais fácil e largo.
Que Deus nos dê sabedoria para como João Batista, pregar toda a verdade a respeito de Jesus.
Um abraço.