Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Leu o Êxodo e esqueceu dos Gálatas? Você está fazendo isso errado!

Por Gutierres Fernandes Siqueira

Novum in Vetere latet et in Novo Vetus patet. [Agostinho de Hipona]

O Novo Testamento está escondido no Antigo, ao passo que o Antigo é desvendado no Novo Testamento, assim escreveu Agostinho de Hipona.  Essa é uma chave hermenêutica, ou seja, um meio precioso para entender melhor o Antigo Testamento. Nas nossas igrejas pentecostais a maior parte das pregações são feitas a partir de textos veterotestamentários. É raro alguém pregar em Tito ou em Judas. É mais fácil ouvir uma pregação baseada no Livro dos Reis ou nas Crônicas. Não é que seja ruim esse tipo de pregação, o problema, aliás, o grande problema é esquecer de Cristo enquanto se fala de Abraão, José ou Davi. Toda pregação, independente do texto e contexto, precisa começar e acabar em Cristo Jesus. Jesus é o assunto principal das Escrituras, é o contexto maior. E a leitura do Novo Testamento onde Cristo está claramente revelado deve nortear a interpretação do pregador que gosta das histórias do Antigo Testamento.


Portanto, use essa chave do bispo Agostinho. O Antigo Testamento só é inteiramente desvendado no Novo. Ou você não percebeu que os pregadores da prosperidade usam tanto Deuteronômio, Crônicas e Reis e esquecem de Timóteo?  E pior: esquecem até mesmo de e da sabedoria do Eclesiastes! Ou seja, desprezam o conhecimento e a revelação progressiva das Sagradas Escrituras. Você também não percebeu que os “teólogos da desgraça” usam e abusam dos profetas menores e do “devorador” de Malaquias enquanto esquecem de Lucas? E ainda: e os legalistas, judaizantes e sabatistas que usam e abusam do Êxodo, mas parecem que nunca leram Gálatas?

Ou seja, o pregador fiel às Escrituras precisa entender que a interpretação bíblica só é eficaz quando observa o devido contexto. E o contexto mais amplo de qualquer texto bíblico é a Escritura como um todo.

3 comentários:

matheus henrique disse...

Excelente artigo! Este problema corriqueiro em nosso meio, a má interpretação bíblica! todos os 66 livro proclamam a Cristo!

PB. João Eduardo Silva disse...

Paz de Cristo!, sensacional seu texto, sou estudante de teologia e seu texto é uma aula de hermenêutica. Na nossa Assembléia de Deus as mulheres que usam maquiagem são muitas vezes comparadas a Jezabel (porque esta pintava seus olhos), exatamente o que vc falou no texto, ou seja, texto sem contexto que gera pretexto.

Abraços no amor de Cristo.

Pb. João Eduardo Silva.
Assembléia de Deus.

adao disse...

Muito Bom! Expressou os meus pensamentos. Ai está, irmãos um dos motivos dos milagres terem sumido do meio da igreja. A pregação não é a mesma dos apóstolos, i. e., Jesus Ressureto