Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 12 de abril de 2015

Uma breve análise da canção “Nunca Pare de Lutar”

Por Gutierres Fernandes Siqueira

Não sei por qual motivo a canção “Nunca Pare de Lutar” está tocando freneticamente nos cultos pentecostais neste ano de 2015. Não sei se esse fenômeno é geral, mas nas igrejas que conheço essa música é tocada quase todo culto dominical. Acho curioso, logo porque a composição foi gravada há dez anos pela cantora e pastora Ludmila Múrias Ferber Lino e, de repente, o sucesso da canção voltou.

Bom, de qualquer forma a letra dela representa o pior da teologia evangélica. Além da óbvia e minguada autoajuda, a composição tem um forte conteúdo doutrinário, mas é a doutrina do Movimento da Fé. Vejamos um trecho:

Em tempos de guerra, nunca pare de lutar
Não baixe a guarda, nunca pare de lutar
Em tempos de guerra, nunca pare de adorar
Libera a Palavra, profetiza sem parar

A última frase parece inocente, mas é o centro nervoso da confissão positiva, uma heresia com forte influência da seita Ciência Cristã.

O Movimento da Fé, também conhecido como Confissão Positiva e Teologia da Prosperidade, ensina que o cristão tem acesso à Palavra de Deus por duas fórmulas: a palavra rhema e a palavra logos. Segundo esse pensamento rhema é uma palavra de autoridade sobre o mal derivada da palavra de Deus escrita, que seria o logos. Assim, ao ler a Bíblia (o logos) o cristão é cheio de fé e libera uma palavra para derrotar qualquer mal, o rhema, seja esse mal uma doença ou desemprego.

Essa exegese do Movimento da Fé é pífia. Todo especialista em grego bíblico coloca os termos como sinônimos. Não há qualquer diferença no significado quando os autores bíblicos usavam alternadamente logos ou rhema. Então, quando Ludmila Feber canta “libera a Palavra” ela está ensinando esse conceito deturpado.
“Profetiza sem parar”

Além disso, nenhum homem tem autoridade de mandar outro profetizar. Essa mania que nasceu em pregações e enche “louvores” é totalmente antibíblica. A profecia é um dom (charisma) do Espírito Santo. Esse dom não é propriedade de alguém para ser usado ao bel-prazer. O texto de Ezequiel 37 é muito usado quando alguém no púlpito manda a congregação profetizar, mas eles não prestam a devida atenção que quem manda o profeta profetizar é o próprio Deus e não outro homem (veja v. 4).

Certamente os fãs da cantora não vão gostar dessa breve análise, mas fato é fato. Fã é apenas a abreviação da palavra fanático e para um fanático não há argumentos bons diante do seu ídolo. E deixo uma dica: por favor, cantem bons hinos, hinos que exaltem Cristo e não a proliferação da própria exaltação do eu.

35 comentários:

Alexandre Gonçalves disse...

Compreendi perfeitamente a análise do ponto de vista teológico. Não há dúvidas de que todos os pontos elencados estão corretos. Entretanto, temos que cuidar, pois na música devemos permitir e entender, com as devidas restrições, a liberdade poética. Creio que há uma mensagem mais abrangente na música, qual seja, o encorajamento do cristão em meio às lutas e vicissitudes desta vida. Esse é o cerne da canção, o resto é pura liberdade poética. Abraços.

WESLEI ROCHA disse...

Para uma música ser gravada, várias intervenções e até correções são feitas. Permanecer com uma frase como "Libera a Palavra, profetiza sem parar"
compromete toda canção.

ninasymony disse...

Não tinha analisado por este prisma.

Marcelo Santos disse...

"Liberdade poética" (???)

Liberdade poética pra disseminar uma heresia, com fins de..."encorajamento na vida cotidiana" ??

Inaceitável. Se a tal liberdade poética conflita com o ensino bíblico, deve ser repreendida, sim.

Rudiney disse...

A doutrina da Confissão positiva tem sido propagado nos púlpitos pentecostais.
Suas palavras tem poder... Eu profetizo ... Profetiza pro seu irmão... E coisas como essas se alastrou em nosso meio.
É o culto show, entretenimento, movimento, retété, teatro e outros.
E quando se tenta refutar essas coisas com argumentações bíblicas, a igreja e a liderança não aceita, e isso é muito triste.

Zilton Alencar disse...

É interessante ensinar que a liberdade poética, no caso das músicas supostamente de adoração ou ensino (louvores e hinos) está inteiramente subordinada Á EXATIDÃO DOUTRINÁRIA e TEOLÓGICA. Utilizar-se de liberdade poética para deturpar a sã doutrina não é prática cristã, mas mundana.

Raquel disse...

Muito interessante essa análise.
Todas as vezes que ouço essa "canção", fico incomodada porque as pessoas cantam e não "movem uma palha" para viver de forma diferente.
Nessa concepção, palavras bastam.
Quanto à "liberdade poética" no sentido literário, é uma licença "infringir" aspectos gramaticais ou estruturais da língua.
Da forma como aparece nessa "música", é uso bem inadequado do modo verbsl "imperativo".
Está muito mais para instrucional do que para o poético.

Piacerte Almeida disse...

Liberdade poética não deveria ir contra a Palavra de Deus, pois se fosse assim o livro dos Salmos estaria cheio de liberdade poética com afirmações contrárias ao que os outros livros da Bíblia ensinam.

Anônimo disse...

Faça uma analise da musica Raridade do Anderson Freire. Essa sim é o mau teológico do século.

Jthomas disse...

Joao Tomaz AMen gostei é de louvar a Deus,pelo trabalho, so de acrescentar que a verdade é como kriptonita, para os que vivem na mentira....O povo perece por falta de conhecimentos.

Jthomas disse...

Joao Tomaz AMen gostei é de louvar a Deus,pelo trabalho, so de acrescentar que a verdade é como kriptonita, para os que vivem na mentira....O povo perece por falta de conhecimentos.

Anônimo disse...

Olha irmao discordo plenamente com isto, e pelos vistos acho que faltou dissernimento na pessoa que escreveu isto. Algo simples a palavra tem poder irmao, ela e como a chuva, nao volta fazia entao se tu confessares coisas positivas acerca de ti e da tua familia coisas boas vao acontecer em funcao da fe das palavras ditas. Porque o pai nao pode chamar o filho de ladrao quando o filho nao e??? exactamente porque o filho pode vir a ser um... Irmao le a biblia voce so falou teologia.

Anônimo disse...

O erro é nao se segue mas Jesu e sim Cavino,

Anônimo disse...

Calvinismo tomou o lugar de Cristo,nao sei pra que se preocupar se tudo Deus predestinou,em visao cauvinista

Brisa disse...

Pode até ser que a cantora utilizou a palavra errada - "profetizar", mas entendo que o sentido seja um incentivo pra pessoa liberar palavras de bênçãos em meio as dificuldades, ou seja, positividade. Isso não é nada mais do que fé.

Não estou dizendo que deve-se "profetizar": "Eu vou ganhar um carro, isso e aquilo! Aliás, não percebi qualquer referencia de materialismo na canção. O que a cantora diz é: Em tempos de guerra, nunca pare de lutar, libere palavras, profetiza sem parar.

Não dizem que as palavras tem poder? Se você disser: "Eu vou vencer! Eu vou vencer!", estarás profetizando, ou seja, como ensina o dicionário Michaelis "Proferindo profecias; predizer, prenunciar, vaticinar o futuro". Isso é exercitar a sua fé. As palavras costumam ter vários sentidos, inclusive com o decorrer do tempo. Nada se "traduz" ao pé da letra, tem que interpretar em conjunto com o restante do texto.

__

A língua tem poder sobre a vida e sobre a morte; os que gostam de usá-la comerão do seu fruto.
Provérbios 18:21

Anônimo disse...

Neide

Bem interessante a colocação porem depende da visão de cada um.
Outra coisa isso é mesmo que dizer vc esta em qual igreja X, Y e por ai vai ai vem um e critica e a bíblia diz congregai-vos, o importante é ouvir a palavra pq a semente lançada não volta vazia.

Essa musica na minha vida serviu e muito em 2010 quando meu esposo me deixou sem nada sem casa sem comida sem vida e essa musica veio ao meu coração em uma madrugada e ficou por 1 ano e ouvia sempre não desista profetiza e eu abria a boca mesmo afastada do Senhor Deus e dizia em nome de Jesus vou sair dessa e hj estou bem.
Equando foi agora pouco mais uma vez veio ao meu coração essa musica sabe pq hoje estou na presenca de Deus porem passando algo que esta me angustiando porem o que ela diz (O Escape o descanço e a cura vem sem demora)

Irmão vamos orar e adorar e ajuda o proximo....

JOSE CARLOS DA SILVA disse...

Foi-se o tempo que louvores saiam apartir da leitura e interpretaçao correta da biblia sagrada,hoje se compõe apartir de circunstancias.

flash.pace@gmail.com disse...

Nossa palavra tem poder sim, como diz Proverbios 18:21. Porem sempre fiz uma separação entre canção gospel, para ouvir no carro, no fone de ouvido. O que se canta em um culto deve ser sagrado e unicamente biblico, há milhares de hinos que cantados com fé libera até curas e molagres por parte de Deus. Louvar a Deus com sinceridade no culto é sagrado, prazeroso sim, mas não entretenimento. É uma forma de adoração a Deus. Sobe aos ceus como aroma suave e agradavel a Deus.

flash.pace@gmail.com disse...

Nossa palavra tem poder sim, como diz Proverbios 18:21. Porem sempre fiz uma separação entre canção gospel, para ouvir no carro, no fone de ouvido. O que se canta em um culto deve ser sagrado e unicamente biblico, há milhares de hinos que cantados com fé libera até curas e molagres por parte de Deus. Louvar a Deus com sinceridade no culto é sagrado, prazeroso sim, mas não entretenimento. É uma forma de adoração a Deus. Sobe aos ceus como aroma suave e agradavel a Deus.

Jabesmar A. Guimarães disse...

Licença poética permite "atropelar" o português, mas dai a achar que isso permite atropelar a teologia vai uma distância muito grande.
Não existe licença teológica!!

Diego Silva disse...

Uma vez o profeta disse a uma mulher que tava com filho morto em casa. Pra voltar pelo caminho.. e se alguem saudasse que ela apenas dissesse que tudo ia bem.. alguém lembra? Eu acho que nada vai bem qdo se tem um filho morto em casa..

Felipe Rodrigues disse...

Lugar de liberdade poética é em Sarau, não no louvor a Cristo.

Pela Verdade disse...

Os salmos de Davi a maioria são de auto ajuda. Olho para os montes, de omde virá meu socorro...

Anônimo disse...

Muitos dos hinos da harpa, foram escritos por maçons e ninguém se incomoda com isso, são quases canonizados no meio pentecostal.

anonima disse...

Se a boca tem poder de abençoar e amaldiçoar.... bora profetizar coisas boas... profetizo simmmmmmmm

Alfredo Elias Carvalho Fernandes disse...

Infelizmente o que acontece hoje é o culto a personalidade, exaltando do ego do ser humano em ves de glorifica a Deus, traga seu sacrifício financeiro e provoque seu milagre também está na moda gospel, lamentável.

Anônimo disse...

Mas não entres em questões loucas, genealogias e contendas, e nos debates acerca da lei; porque são coisas inúteis e vãs.
Tito 3:9

Anônimo disse...

Excelente tópico, há diversos hinos que cantam na igreja que eu fico calado. Por diversos motivos, um deles é o que você acabou de usar, autoajuda, não compreendo louvores a Deus, que exaltam e procuram reforçar "qualidades" do homem.
Esses louvores de autoajuda são uma praga perigosa, pois além de não exaltar aquele deveria ser exaltado, incorre no risco da pessoa ficar emocionada e dizer coisas que não são verdades em sua vida, coisas que "não são verdades", então são mentiras, e o pai da mentira é o Diabo.
E em relação ao que foi dito nos comentários sobre "liberdade poética", essa liberdade acaba quando entra em confronto com a palavra.

E como nosso irmão disse que isso não tem nada a ver? "Profetiza", profetizar não é apenas "falar" é prever, predizer, falar como profeta. Não é algo simples, vem do Espírito e não são todos que tem esse dom. 1Co 12.

Hoje muitos não se preocupam em ler a Bíblia, mas estão citando em seu lugar trechos de louvores que nem sempre estão de acordo com a palavra.
Este tema das letras dos louvores é muito forte e interessante, pois quando se trata de louvor, ele tem, ou deve ter, uma direção: Deus, pena que o povo só quer o que é fácil de digerir.

Unika Marcas disse...

O que eu acho é que hj se um diz que é amarelo o outro diz que é azul, se um diz que é bênção o outro maldição, e pior, encontro "doutores" de teologia várias vezes por dia no face e o que isso acrescenta? O principal é amar seu Deus sobre todas as coisas e ao seu irmão como a si mesmo, mas a impressão que me passa é que sempre tem alguém querendo saber mais que o outro, o que Paulo nos deixou dito foi: Se o comer carne envergonha seu irmão não coma em sua presença, se um faz distinção sobre dia e dias, respeite, não é o comer, o vestir, os dias, as conjunções verbais, pois vc esta vendo erro, quem escreveu não escrever neste erro que vc vê, sendo assim o erro esta em você? Não deveria, que paremos de nos separar e nos unamos, agora o que ninguém fala e deveria falar, para ao menos fazer a obra como Cristo ordenou, ajudando os necessitados, os órfãos e as viúvas, façamos uma analise e vejamos se fazemos isso,devolvemos o dizimo e já estamos sendo fiéis, onde esta escrito? Em Malaquias? Acorde igreja e use de seu sustento para abençoar os filhos de Deus e não pastores, congregação, a oferta deve dar para cuidar da obra ao menos é o que temos como principio para isso não é verdade? Se não der que feche as portas, façamos a obra e aguardemos a misericórdia de Deus pois na realidade somos chatos, mimados, mal educados e queremos que tudo seja conforme "achamos" ser, a Paz de nosso Senhor Jesus. Cristo.

Roberto Leandro disse...

Liberdade Poética em Músicas Cristã Não pode ter pois Músicas ou melhor Louvores são para Doutrinar E Glorificar ao ÚNICO que é Digno de Honra Jesus, com esse tipo de músicas que visão uma glória tão somente humanista é reprovável aos olhos de Deus pois tal não tem conformidade com a Palavra de DEUS.

Roberto Leandro disse...

Liberdade Poética em Músicas Cristã Não pode ter pois Músicas ou melhor Louvores são para Doutrinar E Glorificar ao ÚNICO que é Digno de Honra Jesus, com esse tipo de músicas que visão uma glória tão somente humanista é reprovável aos olhos de Deus pois tal não tem conformidade com a Palavra de DEUS.

Eder Nunes disse...

Amados irmãos quero dizer a todos vcs no amor de Jesus.Hoje em dia se vc for comparar musica com teologia vai dar no mesmo.Porque?Primeiro que Deus nunca usou o termo teologia em suas parábolas e que ainda muitos querem inventar diversas teologias pra convencer o povo de algo.O que é pra ser pregado com excelência alguns sabem fazer dignamente,ja outros,usam a teologia como escudo,como uma justificativa de alguma coisa que eu ainda não entendi.Por exemplo:Teologia da prosperidade,teologia da cura,teologia da heresia,teologia da música e etc...,eu já vi de tudo um pouco nessa vida e então porque não existe a teologia da corrupção?Sabe porque estou falando nisso...,simplesmente pra mim falar de algo eu preciso viver...e muitas coisas dentro do Reino de Deus estão acontecendo e muitos que lêem a palavra nao perceberam isso.Perceberam na letra...,fizeram questão de pegar e postar na mídia pra que viesse a gerar um conflito de pensamentos e idéias.Deus nao esta interessado na nossa teologia medíocre,pois Deus tem compromisso com sua palavra,Deus esta em busca de verdadeiros adoradores e não de cantores ou cantoras e nem de bandas ou ministérios,e sim,de um coração quebrantado e disponível a lhe obedecer.Em vez de estar postando qualquer coisa desse tipo...vamos ganhar almas ,pois isso sim,é o maior sonho que Deus espera que venhamos a realizar,pois a musica,teologia,ideias,pensamentos e opiniões vão passar...somente a palavra de Deus vai permanecer,pois Jesus disse que devemos pregar o evangelho a todos e não usar teologias humanas em cima da sua palavra.Deus abençoe e transforme as nossas mentes tão pequenas e que possamos guardar a palavra no coração.

Eder Nunes disse...

Verdade

Anônimo disse...

"Liberdade poética em músicas cristãs não pode ter..."

Como assim?! Então quer dizer que se eu compôr uma música com poesias para Deus, não vai ser uma música cristã. Vai ser uma música secular (ou mundana, como prefirir)?

Então, na sua linha de raciocínio, os Salmos não são louvores, já que eles estão repletos de poesia. :/

Jane4570 Martins disse...

as pessoas tem mania de analisar e falar sobre as coisas de Deus, bobagem...ninguém tem comunhão com Deus o suficiente pra saber sobre essas palavras que supostamente foram faladas por Ele. Nos tempos de hoje muito menos, hoje impera sobre os homens a soberba, uns querem saber falar mais e melhor que os outros, uma religião é melhor do que a outra, essa musica é uma adoração ao diabo, falsas profecias, revelações, etc....pois pra mim o que importa é o que vem do coração, seja o amor ou a maldade, se é o que a pessoa acredita então é o que vai transmitir, no caso dessa musica, toda vez que ouço, independente do real entendimento da letra, meu coração se enche de vontade de rebater tudo o que vem de ruim na minha vida...eu choro e peço a Deus o que esta dentro do meu coração, que é o que de fato Ele sabe. Não adianta analisar uma letra de musica...a vida alheia que supostamente achamos "errada", vamos olhar pra dentro dos nossos corações e espalhar o bem, o amor...EU ESTOU CANSADA DE TANTA HIPOCRISIA...