Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 20 de junho de 2016

É realmente necessário congregar?

Esta é uma pergunta que eu não posso responder. Minha própria experiência é que logo que eu me tornei um cristão, cerca de quatorze anos atrás, eu pensava que poderia me virar sozinho, me retirando a meu quarto e lendo teologia, e não frequentava igrejas ou estudos bíblicos; e então mais tarde eu descobri que era o único modo de você agitar sua bandeira; e, naturalmente, eu descobri que isso significava ser um alvo. É extraordinário o quão inconveniente para sua família é você ter que acordar cedo para ir à Igreja. Não importa tanto se você tem que acordar cedo para qualquer outra coisa, mas se você acorda cedo para ir à igreja é algo egoísta de sua parte e você irrita todos na casa. Se há qualquer coisa no ensinamento do Novo Testamento que é na natureza de mandamento, é que você é obrigado a participar do Sacramento e você não pode fazer isso sem ir à igreja. Eu não gostava muito dos seus hinos, os quais eu considerava poemas de quinta categoria com música de sexta categoria. Mas à medida em que eu ia eu vi o grande mérito disso. Eu me vi diante de pessoas diferentes de aparência e educação diferentes, e meu conceito gradualmente começou a se desfazer. Eu percebi que os hinos (os quais eram apenas música de sexta categoria) eram, no entanto, cantados com tamanha devoção e entrega por um velho santo calçando botas de borracha no banco ao lado, e então você percebe que você não está apto sequer para limpar aquelas botas. Isso o liberta de seu conceito solitário. [C. S. Lewis]

fonte: LEWIS, Clive S. God in the Dock: Essays on Theology and Ethics. 1 ed Grand Rapids: Eerdmans Publishing, 2014. p 52-53. Tradução: Sandro Baggio.

Um comentário:

João Emiliano Martins Neto disse...

A questão é viciada e intrínseca ao meio protestante se se deve congregar ou não. O Protestantismo é uma forma burguesa e individualista de Cristianismo típica de nossa era moderna em que uma teologia, uma doutrina e o cânon bíblico já estavam disponíveis quando da revolta protestante. Mas o Cristianismo que é o Catolicismo e somente o mesmo é antes um acontecimento, é o fato de uma Pessoa, Cristo Jesus, o próprio Deus que veio habitar entre os homens, muito antes de formulações doutrinárias, teológicas e da formulação de um cânon bíblico. Cristo está vivo em seu corpo que é a Igreja ao longo da História, Igreja que ministra os sacramentos que é Cristo novamente entre os homens, sobretudo no sacramento da Eucaristia que na época mesma de Cristo fizera os discípulos de Emaús reconhecerem a Jesus no partir do pão.